6 Temperos para cultivar em vasos dentro de casa

982 Visualizações
© Depositphotos.com / fotokris44 Mesmo com pouco espaço, é possível fazer uma pequena horta de temperos em casa.

Já dizia o ditado: educação se aprende em casa. Da mesma forma, a reeducação sustentável pode ser desenvolvida através de pequenos hábitos rotineiros que, juntos, podem gerar resultados interessantes. Muito mais do que ir ao mercado ou à feira para comprar alimentos naturais, cultivar sua própria comida é uma prática que pode render benefícios muito maiores para o indivíduo e principalmente para o planeta.

Uma maneira de iniciar a cultivação de alimentos em casa é plantando pequenas mudas de temperos usados com frequência no preparo de pratos e iguarias. Para começar com a boa prática, confira uma lista de temperos que podem facilmente ser cultivados em pequenos vasos:

Salsa

Um dos condimentos mais utilizados na cozinha, a salsa conta com grandes propriedades benéficas para a saúde do ser humano, além de compor uma lista interminável de receitas culinárias.

A erva aromática é rica nas vitaminas A, B1, B2, C, D e K, contribuindo também com uma série de minerais como o ferro, potássio, fósforo, magnésio e principalmente o cálcio. Dentre as principais funções da salsa no organismo destacam-se a capacidade diurética, o fortalecimento do sistema imunológico e o auxílio na boa digestão.

Orégano

Presente em um extenso cardápio de pratos culinários, o orégano, diferentemente do que muita gente pensa, é também um importante ingrediente medicinal. Entre seus principais componentes se destacam as vitaminas A, C, K e complexo B, além do cálcio, ferro, cobre, zinco e potássio.

Através de sua adição nas receitas, o indivíduo pode ser favorecido com o auxílio na perda de peso, diminuição e prevenção de dores musculares e gripe, controle de ataques de asma e também é um excelente beneficiador para o bom funcionamento do coração.

Pimenta

Com um sabor inconfundível, a pimenta é outra iguaria bastante comum para aprimorar pratos, molhos e caldos em geral. Seus benefícios medicinais estão ligados ao auxílio na perda de peso, melhora do sistema imunológico e diversas qualidades para o controle do diabetes. É composta pelas vitaminas A, B6 e C, além de contar com grandes níveis de ferro, magnésio e potássio.

Tomilho

Comumente usado em receitas mais exóticas, o tomilho é um subarbusto de uso medicinal também muito popular. Contando com propriedades aromáticas inconfundíveis, o tomilho é indicado para tempero de peixes. A erva é composta por nutrientes e vitaminas que ajudam a acalmar o sistema nervoso, além de evitar a queda de cabelos e pode também ser útil contra a depressão.

Alecrim

A erva é de uso mais tradicional no preparo de carnes, sopas e tempero de molhos, e sua muda costuma crescer em pouquíssimo tempo. Além de muito saboroso, o alecrim é um importante auxiliador de receitas medicinais, ajudando na prevenção de doenças, estimula a circulação do sangue, melhora a digestão, entre outros benefícios.

Hortelã

Por fim, uma planta com um dos aromas mais característicos. A hortelã é extremamente valiosa para receitas de pratos assados, grelhados e, principalmente, chás. A pequena planta não exige grandes espaços e cuidados para seu cultivo, facilitando sua plantação.