A importância da reciclagem dos tubos de televisores e monitores

1.587 views
Monitores e televisores
Foto: ultimosegundo

Uma pergunta que sempre ouvimos é: “tubos de televisores e monitores são recicláveis?”. A resposta é “sim”. Há fabricantes que desenvolveram tecnologia de reciclagem que utiliza o processo de separação térmica do painel frontal e a parte traseira de tubos televisores e monitores de raios catódicos (CRT). Através desta técnica é possível o aproveitamento dos materiais após o processo de reciclagem.

Os tubos de imagem contêm 25% do seu peso em chumbo, o que torna um grave problema ambiental, pois seu uso está se tornando rapidamente obsoleto, sendo substituídos em larga escala pelas novas tecnologias de HDTV, plasma e LCD’s, gerando assim um grande número de tubos de imagem descartados. Para dar um destino adequado, o caminho certo não é se livrar do problema colocando os monitores ou televisores na lixeira, mas destiná-los para as empresas que fazem o processo de reciclagem.

A reciclagem destes materiais deve ser considerada como reciclagem de resíduos perigosos, pois no interior de um monitor encontra-se uma grande quantidade de fósforo e chumbo – metal altamente perigoso, considerado Classe 1 pela Norma ABNT-NBR 10004/04 –, por isto não podem ser destinados a aterros sanitários e sim encaminhados para empresas que farão a destinação ambientalmente correta.

Entenda o processo de reciclagem de tubos e monitores

Empresas preocupadas com os impactos que este tipo de resíduo pode causar ao meio ambiente desenvolvem processos de reciclagem de monitores e televisores que funciona da seguinte forma:

• O processo compreende o recebimento, contagem e etiquetagem dos monitores, televisores ou tubos de imagem, com os dados do cliente;

• A desmanufatura é iniciada com a utilização de ferramentas elétricas e manuais de desmontagem, sendo que as partes do gabinete e peças internas são separadas e acondicionadas em recipientes específicos, de acordo com os tipos de materiais. A sucata de Informática consiste de plásticos, componentes elétricos, componentes eletrônicos e sucata de metais que são encaminhados para reciclagem;

Monitores e televisores
Foto: fernandoxferdinando

• O tubo de imagem (CRT) segue na linha de desmanufatura e, por um processo de separação térmica e aspiração, os resíduos tóxicos são retidos: vidro com chumbo do funil e pó de fósforo do painel. Nesta fase é obtido o vidro limpo do painel, que também é encaminhado para reciclagem. O Certificado de Desmanufatura e Destinação Ambiental Correta é então emitido para o cliente.

Para entender a importância de dar o destino certo ao velho aparelho de TV ou Monitor, é preciso se dar conta de que quase 50% dos eletroeletrônicos são compostos de plástico e ferro, insumos largamente aproveitáveis. O chumbo volta à ativa como matéria-prima. O vidro das telas gera cerâmica vitrificada, empregada em pisos e o plástico pode servir como matéria-prima para a fabricação de novos tipos de plásticos.