Três erros comuns sobre a reciclagem de plástico

413 views

Um relatório da Plastic Pollution Facts estimou que o mundo produz mais de 380 milhões de toneladas de plástico anualmente, de forma que 50% é para uso único sendo utilizado por apenas alguns momentos antes de ser descartado.

Dessa forma, 85% dos resíduos plásticos da humanidade chegam aos oceanos, o que corresponde a 14 milhões de toneladas de lixo que leva 400 anos para se decompor, destruindo o bioma marítimo.

Infelizmente, as estimativas para o futuro não são das melhores. De acordo com as Nações Unidas, o volume de lixo plástico no oceano deverá triplicar até 2040.

Diante desse cenário, é comum que sejam cada vez mais abordados temas como reciclagem, coleta seletiva e conscientização em massa.

Por isso, preparamos esse post com quatro erros comuns sobre a indústria de reciclagem de plástico. Confira!

1.Todos os plásticos são recicláveis

Muitas pessoas confundem o símbolo de plástico reciclável, formado por três setas em forma de triângulo, com os símbolos incluídos em embalagens para indicar qual o tipo de plástico utilizado na sua composição.

Esses símbolos também são formados com três setas em um triângulo, mas apresentam números em seu interior, de acordo com o tipo de resina ou plástico que estamos lidando.

Essa confusão foi criada propositalmente em 1988 pela Society of Plastics Institute (SPI) como uma fachada para a indústria de petróleo e plástico evitarem que seus negócios fossem afetados por movimentos anti-plástico e pró-reciclagem.

2. Reciclar é a única opção

Muito além de campanhas de reciclagem, é necessário que sejam desenvolvidos programas de conscientização que encorajem a população a minimizar seu impacto negativo no meio ambiente.

Nesse sentido, pactos globais como o firmado recentemente na Assembleia da ONU para o Meio Ambiente são essenciais, pois propõe mudanças significativas em cadeias de produção e investimentos em inovação para solucionar o problema do lixo plástico à nível mundial.

3. É possível reciclar infinitamente

O plástico não pode ser reciclado infinitamente, pois esse processo enfraquece a sua composição química.

Por exemplo, as garrafas de refrigerante podem ser reaproveitadas para composição de canos, não sendo fortes o suficiente para comporem outra garrafa.

Os plásticos dos tipos 3, 4 e 6 podem ser reciclados apenas uma vez. Já o do tipo 5 pode ser reciclado até 4 vezes.

Como vimos, é indiscutível a importância da reciclagem dos plásticos. Apesar de inúmeras campanhas disseminadas por ambientalistas e empresas no mundo todo, estima-se que apenas 10% do plástico produzido até hoje foi reciclado. O Pensamento Verde acredita que o conhecimento sobre esse assunto não apenas é tão importante quanto o processo em si, como é fundamental para ajudar a aumentar essa porcentagem e a destinação correta do que não pode ser reciclado.

Afinal, informação expande a mente e nos coloca em contato com outras possibilidades. E para transformar o mundo, é disso que precisamos!

***

Tem interesse em saber mais sobre meio ambiente e sustentabilidade? Conheça também o podcast do Pensamento Verde e ouça bate-papos com profissionais especialistas no tema.

Fontes: Funverde | Mega Curioso