Dados sobre a reciclagem no Brasil

19.880 Visualizações
Coleta Seletiva
Foto: desalto

A reciclagem tem sido cada vez mais realizada em diversos países. O Brasil se destaca nesse processo, já que o volume de lixo urbano reciclado no país aumenta a cada dia. Vale ressaltar que esse alto índice de reciclagem não se deve apenas à preocupação do país com questões ambientais, mas também pelo número de empregos informais que a reciclagem gera.

Dados do portal do Governo Federal indicam que cerca 10% dos resíduos gerados nas cidades brasileiras são reciclados, o setor movimenta anualmente quase R$ 12 bilhões por ano, porém, mais de R$ 8 bilhões por ano são perdidos por que muitos materiais não são reciclados, já que a maioria dos municípios brasileiros não possui serviços de reciclagem e muito menos coleta seletiva.

Informações do IBGE indicam que um em cada três lares do país separa o lixo biodegradável daquele que não é. Porém, a instituição indica que apenas 40% desse resíduo é coletado de forma seletiva quando chega à rua. O Brasil possui cerca de 4 mil lixões e apenas 30% a 40% do lixo coletado é depositado em aterros sanitários regulamentados.

Dentre os produtos reciclados, o alumínio tem um papel representativo, 90% destes são reciclados, segundo o IBGE. Isso se deve ao alto valor de mercado da sucata, além do grande número de latinhas de alumínio consumidas no país, que contribuem para esse número elevado.

Latinhas
Foto: turismobahia

O Brasil é líder mundial em reciclagem de embalagens de agrotóxicos, informações do governo federal indicam que nos últimos 13 anos o país reciclou mais de 246 mil toneladas de embalagens. O Brasil recicla 80% das embalagens de agrotóxicos, enquanto outros países não conseguem alcançar 75%.

Lixo Eletrônico
Foto: onetreehillstudios

O Brasil tem feito um esforço para obter destaque no setor de reciclagem, como o projeto Bioplanet que visa reciclar um número maior de óleo de cozinha. Ou novas medidas adotadas pelo Governo Federal para o descarte e reciclagem de eletrônicos, em que regras estabelecem requisitos para proteção ao meio ambiente, na qual esses produtos descartados têm que ser recolhidos e reciclados, processo conhecido como logística reversa. Além disso, as empresas têm que ter cuidado com o manejo destes produtos e responsabilidades com relação às substâncias perigosas.

Dados do IBGE indicam que somente 22 milhões dos brasileiros têm acesso aos programas municipais de coleta seletiva, isso não representa mais do que 18% da população. O país precisa de um programa mais forte de reciclagem, para que se criem mais coletas e mais cooperativas de catadores.