USP é a 10ª universidade mais sustentável do mundo

128 views

Atenção: alerta de notícia boa, daquelas de dar orgulho!

A USP, maior universidade pública brasileira, que também é uma das instituições de ensino mais prestigiadas do país, foi reconhecida recentemente como uma das mais verdes do planeta.

O mérito foi atribuído pelo GreenMetric, organização que anualmente busca mensurar os esforços de universidades de todo o mundo em ações sustentáveis em torno de 39 indicadores divididos em 6 pilates: áreas verdes, consumo de energia e eficiência energética, reciclagem e gestão de resíduos, tratamento e reuso de água, mobilidade e educação ambiental.

O objetivo do UI GreenMetric World University Ranking 2021 é chamar a atenção principalmente dos líderes universitários quanto à importância do combate às mudanças climáticas globais e estimular a implementação de políticas ecologicamente corretas que visem à promoção de comportamentos ambientalmente adequados nas comunidades acadêmicas.

O topo do ranking é ocupado pela Universidade e Pesquisa de Wageningen, nos Países Baixos. A USP está à frente de instituições renomadas de países como Itália, Canadá e Alemanha, entre outros. Na edição de 2020, ocupou a 13ª colocação geral.

“Estar entre as 10 universidades mais sustentáveis do planeta é fruto de muito trabalho de toda a nossa comunidade, ao longo dos últimos anos, e uma clara demonstração da nossa maturidade em termos de consciência ambiental. Sem dúvida, este prêmio nos motiva a continuar nessa trajetória, contribuindo para que a sociedade também busque ações mais sustentáveis em suas atividades”, ressalta o superintendente de Gestão Ambiental da USP, Tércio Ambrizzi.

Mais Brasil entre as top 300

Outras sete instituições brasileiras também tiveram seus esforços reconhecidos pela coordenação de ações e projetos voltados para a sustentabilidade. A Universidade Federal de Lavras, em Minas Gerais, aparece na 48ª posição, seguida da Unicamp, em Campinas (66ª) e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (94ª).

No 201º lugar está o Centro Universitário Facens, que fica na cidade paulista de Sorocaba; a Universidade do Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul, aparece em 260º; o Centro Universitário do Rio Grande do Norte, fica com a 270ª posição e a Universidade Federal de Viçosa, na 285ª colocação.

O prêmio é de extrema importância para a manutenção da sustentabilidade em vários âmbitos da sociedade brasileira e ajuda a colocar o ensino brasileiro numa vitrine importante para as principais práticas sustentáveis por todo o mundo. A educação é o caminho para formar jovens conscientes de seu papel cidadão e preparados para transmitir essa consciência para as futuras gerações. Que possamos ver cada vez mais nossas universidades representando o Brasil nas próximas edições!

Fontes: Jornal da USP | The World University Rankings | GreenMetric