Onças-pintadas invadem a Capital paulista

58 Visualizações

Ação traz à tona discussão sobre animais silvestres em extinção

Quem anda pelos parques, ruas e avenidas da cidade de São Paulo deve estar se perguntando o que são essas onças-pintadas espalhadas por toda parte.

Trata-se de uma intervenção artística urbana, intitulada Jaguar Parade, que trouxe para a capital cerca de 90 onças estilizadas por artistas, com o objetivo de chamar a atenção para a degradação da fauna silvestre do país. As obras ficarão expostas até o próximo dia 29, quando serão leiloadas, com parte da renda destinada para a preservação deste animal que corre risco de extinção.

Segundo o Onçafari, uma das entidades beneficiadas pelo evento, essa espécie é classificada como vulnerável no Brasil. Porém, em alguns biomas como a Mata Atlântica, a espécie é considerada como criticamente ameaçada, pois existem menos de 300 indivíduos em toda sua extensão. “A onça-pintada é um dos maiores símbolos da fauna silvestre brasileira, mas infelizmente já é considerada quase ameaçada de extinção. Por meio da arte pública, vamos espalhar a mensagem da preservação do felino e de todo o seu ecossistema”, afirma Carol Barreto, sócia-diretora da Jaguar Parade Brasil.

Leilão em prol da onça-pintada

No próximo dia 29 de novembro, Dia Internacional da Onça Pintada, a Artery, organizadora da exposição, realizará um leilão no Hotel Unique para arrematar as peças que ficaram expostas pela cidade.

Metade do valor arrecadado será destinado a entidades originalmente brasileiras com foco na preservação da onça-pintada e de seu ecossistema, dentre elas a Onçafari, SOS Pantanal, AMPARA Animal e Panthera, e também aos artistas que estilizaram as esculturas.

Foto: Luan Almeida