Terremoto no Chile é sentido em cidades brasileiras

256 Visualizações

 

Reprodução / Pablo Ovalle Isasmendi (AP) Reflexos do terremoto atingiram cidades das regiões sul e sudeste.

Na noite de quarta-feira um terremoto de 8,4 graus na escala Richter atingiu a costa chilena. O tremor teve início às 19h54 (horário local, a mesma de Brasília) e houve ainda 11 réplicas com magnitude maior que 4,4 graus. Houve um alerta de tsunami, mas este foi cancelado pelo governo do Chile na manhã desta quinta-feira (17).

De acordo com informações do Centro Nacional de Sismologia da Universidade do Chile, o epicentro se localizou a 36 quilômetros a oeste do povoado de Canela e a 11 quilômetros de profundidade. Dezenas de pessoas ficaram feridas, 10 pessoas morreram mais de um milhão teve que sair de casa.

Na cidade litorânea de Coquimbo, no norte do Chile ondas atingiram 4,5 metros. No porto de Valparaíso a ressaca wse aprocximou dos dois metros. Em Dichato, cidade litorânea que já havia sofrido com o terremoto em 2010, as ondas causaram danos ao avançarem cerca de 30 metros.

A presidente chilena, Michelle Bachelet, decretou zona de catástrofe para a província de Choapa (norte), epicentro do tremor. Assim, a região agora está sob comando militar e o Estado se encarregará de destinar mais recursos para emergências.

Reflexos em cidades brasileiras

Os tremor foi sentido em algumas cidades brasileiras, entre elas Itapema, Balneário Camboriú, Itajaí São José, em Santa Catarina. Em entrevista ao jornal Diário Catarinense, o geólogo da Universidade Regional de Blumenau (Furb), Juarês José Aumond, explicou que o reflexo se deu por conta das rochas do solo do litoral catarinense. Como elas são muito novas – possuem menos de 1 milhão de anos – não são bem sedimentadas e mais propensas a sofrerem alterações.

Na região sul o terremoto ocorrido na costa chilena também foi sentido nas cidades de Santa Maria e Passo Fundo, no Rio Grande do Sul.

Em São Paulo houve relatos na Avenida Paulista, Vila Mariana, Tatuapé, Guarulhos e Osasco. Prédios altos chegaram a ser evacuados. No litoral paulista, reflexos dos tremores chegaram às cidades de Santos, Praia Grande e São Vicente. Até no interior de São Paulo, em São José dos Campos e Taubaté, os abalos foram sentidos.