Seis curiosidades incríveis sobre as borboletas

241 views

Estima-se que exista 160 mil espécies de borboletas no mundo. Confira algumas curiosidades sobre este inseto

Quem não gosta de ver o voo das borboletas sobre um campo florido? Mas por trás de toda a graciosidade e delicadeza deste inseto – tão indispensável para o meio ambiente – há muitas curiosidades que deixam qualquer um de nós surpresos.

Confira cada uma delas!


  1. Borboletas têm asas transparentes

Se reconhecemos as borboletas, justamente pelo colorido de suas asas, como podem ser transparentes? Na verdade, as asas de uma borboleta são cobertas por milhares de pequenas escamas, que refletem luz em cores diferentes. E por baixo dessas escamas, a asa de uma borboleta é formada por camadas de quitina – a mesma proteína que compõe o exoesqueleto de um inseto. Essas camadas são tão finas que é possível ver através delas.

À medida que uma borboleta envelhece, as escamas caem das asas, deixando manchas de transparência onde a camada de quitina é exposta.


  1. Borboletas fazem uma dieta líquida

As borboletas adultas só se alimentam de líquidos – geralmente néctar. Ela conta com uma probóscide, que é um órgão do canal alimentar que funciona como um canudinho, que permanece enrolada até que ela encontre uma fonte de néctar ou outra nutrição líquida. A estrutura longa e tubular se desenrola para fazer a refeição.


  1. As borboletas não voam se estiver frio

As borboletas precisam de uma temperatura corporal de 30ºC para voar. Como são animais de sangue frio, elas não conseguem regular a temperatura do próprio corpo e, por isso, a temperatura do ambiente tem um grande impacto em sua capacidade de voar.

Quando a temperatura fica abaixo de 12ºC, as borboletas ficam imobilizadas – incapazes de fugir de predadores ou de se alimentar.


  1. Algumas borboletas têm semanas de vida

Quando atinge a fase adulta, logo após sair da pupa, uma borboleta vive apenas de duas a quatro semanas. Durante esse tempo, ela concentra toda a sua energia em duas tarefas: comer e acasalar. Algumas borboletas menores sobrevivem apenas alguns dias. No entanto, existem algumas espécies que hibernam e, por isso, podem viver até nove meses.


  1. Borboletas sentem o gosto com as patinhas

As borboletas têm receptores de sabor nas patas, o que as ajuda a encontrar as plantas hospedeiras e a localizar alimentos. Uma borboleta fêmea pousa em plantas diferentes, batendo os pés nas folhas até que a planta libere seus sucos. Isso serve para que ela também consiga identificar a melhor planta para colocar os seus ovos.


  1. Borboletas enxergam colorido

As borboletas conseguem enxergar em um raio de 360 graus e conseguem ver as cores vermelha, verde e o amarelo. Além disso, elas têm a capacidade de enxergar uma gama de cores ultravioletas que são imperceptíveis ao olho humano. As flores exibem marcações ultravioletas que agem como sinais de trânsito para os polinizadores, como as borboletas.