Recursos Naturais: Você sabe o que é capital natural?

4.099 Visualizações
ambiente.sp.gov. Área de proteção dos recursos hídricos.

A expressão “Capital Natural” é utilizada para englobar todos os recursos naturais, como solo, água, ar, os serviços ecossistêmicos associados a eles, e tudo o que torna possível a existência humana. Ao serem vistos como meios de produção, que podem ser renováveis ou não, o uso cotidiano dos recursos naturais não é feito de forma sustentável. Compreender a importância desses recursos nos ajuda, também, a entender a base de nossa economia, ou seja, é no Capital Natural que se estão os elementos que garantem a existência de vida na terra. A somatória de todos os benefícios que os ecossistemas equilibrados fornecem ao homem representa a ideia central de Capital Natural. Tais benefícios podem ser o uso de água potável, até conceitos mais abstratos ligados a valores culturais, por exemplo. A compreensão da importância do Capital Natural foi um dos pontos positivos resultantes da Rio+20 – Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, que aconteceu em junho de 2012 na cidade do Rio de Janeiro. Sendo o maior evento realizado pelas Nações Unidas, além de questões ambientais, a conferência também discutiu questões sociais como a falta de moradia. Uma das resoluções da Rio+20 foi o documento Natural Capital Declaration (Declaração do Capital Natural) que registra o compromisso do trabalho pela integração de critérios desses recursos aos produtos oferecidos e desenvolvidos pelas instituições do século 21. Ou seja, a Declaração tem como objetivo registrar a importância do capital para a manutenção de uma saudável economia em todo o mundo, além da sua importância como um patrimônio econômico, ecológico e social.

55953988@N00 Meio Ambiente.

Por serem tratados como “bens inesgotáveis”, a Declaração do Capital Natural apresenta alguns pontos em que os governos devem agir, de forma a criar uma estrutura que possa regularizar e incentivar também o setor privado em relação ao uso sustentável dos recursos naturais. De acordo com o documento, isso pode ser feito exigindo que as empresas divulguem seus impactos sobre o Capital Natural, ou seja, como utilizam a água, descartam resíduos, cuidam do solo, etc. Esses dados devem ser apresentados por meio de relatórios transparentes com informações qualitativas e quantitativas. Também podem ser utilizadas medidas fiscais que desencorajem os negócios que prejudiquem o Capital Natural.