População de jaguar cresce 20% no México

720 Visualizações

As notícias são boas para a população de jaguares selvagens do México. Nos últimos oito anos, sua espécie cresceu consideravelmente 20%, totalizando agora 4.800 animais, segundo estimativas de um novo estudo. Um número considerável já que o número de sua espécie vem diminuindo.

O jaguar é o maior felino das Américas, podendo pesar até 100 quilos. No entanto, os vistos no México não chegam a pesar mais que 60 quilos. Eles são encontrados em 18 países das Américas e 90% ficam na floresta amazônica.

Segundo o vice-presidente da National Jaguar Conservation, Heliot Zarza, a presença de onças-pintadas garante a funcionalidade do ecossistema, controlando a população de herbívoros e indica boa saúde ao ecossistema.

De acordo com a União Internacional para a conservação da natureza, existem cerca de 64 mil onças na natureza, uma espécie “quase ameaçada”. Contudo, no México, há um programa de conservação, que foi lançado em 2005 e supervisionado pelo serviço de parques do México que reforça o crescimento da onça-pintada.

Além disso, em 1º de março deste ano, a onça-pintada recebeu impulso, após 14 países latino-americanos assinarem um acordo nas Nações Unidas, no qual seria implementado um programa para a conservação regional do animal até 2030.