Os principais conflitos ambientais no Brasil e no mundo

21.593 views
Área de preservação ambiental
Foto: ambientemaior

Os conflitos ambientais são gerados através de divergências de opiniões entre duas ou mais camadas de uma sociedade que ocupam a mesma área de habitação ou de preservação ambiental, como por exemplo, as comunidades indígenas e ribeirinhas na região amazônica. Os conflitos discutem quais as melhores soluções e saídas para minimizar impactos causados por desastres naturais nos grandes centros urbanos.

O desenvolvimento social de um país deve acontecer de forma sustentável e que não agrida o ecossistema e nem extinga os recursos naturais. Esses pontos foram discutidos e apresentados pela primeira vez durante a Conferência de Estocolmo, em 1972, e durante a reunião da ONU que deu origem ao Clube de Roma, grupo de intelectuais que se reúnem para discutir temas ligados a economia, política internacional e, principalmente, meio ambiente que propôs avaliar a situação ambiental no mundo, fazendo assim observações, previsões e soluções para os possíveis danos ambientais e suas consequências.

O Clube de Roma elaborou inúmeros relatórios que apontaram a extinção dos recursos naturais no mundo, causando grandes consequências à humanidade. Já na década de 90 usou-se pela primeira vez o termo “desenvolvimento sustentável”, como forma que fazer os líderes do mundo entenderem sobre a importância do crescimento econômico e industrial de um país, medindo os limites ecológicos, preservando o meio ambiente e, principalmente, se preocupando com a quantidade de gases poluentes na atmosfera.

Consequências dos conflitos

Os conflitos ambientais se baseiam não apenas em estatísticas e previsões futuras, mas também no uso desgovernado de recursos naturais, a poluição do ar, água e a extinção de inúmeras espécies de animais causam desequilíbrio no ecossistema e, em consequência disso, a natureza vem reagindo de forma violenta.

Nos últimos anos o número de desastres naturais tem aumentado em todas as partes do mundo com mais frequência. Segundo especialistas, isso prova que o desmatamento de grandes áreas, a poluição de mares e rios entre outros, provocam erosões, desmoronamentos, enchentes, aumento da temperatura e desequilíbrio ambiental.

Brasil

O Brasil é um dos países com maior quantidade de área verde no mundo, porém, na década de 70 muito dessa área foi destruída para que o país pudesse crescer industrialmente a todo vapor. Um prejuízo relatado pelo Clube de Roma na época como preocupante e irreversível. Quando o crescimento econômico do país aumentou, não foi pensado nas consequências ambientais e nem que era necessário preservar toda a riqueza ecológica disponível.

Belo Monte
Belo Monte. Foto: Veja

As áreas de preservação ambiental e indígena do Brasil são as grandes fontes de conflitos ambientais ou socioambientais. Um exemplo disso é a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, na região da Bacia do Xingu, conflito esse que dura há 20 anos e é o maior projeto do Programa Aceleração de Crescimento (PAC) do país.

Os conflitos ambientais no Brasil e no mundo ocorrem quando os interesses econômicos e ambientais se opõem em razão dos possíveis impactos ao ecossistema e à sociedade local. Programas de crescimento e desenvolvimento sustentáveis vêm sendo implantados pelo governo e asseguram os cuidados ecológicos de regiões em preservação.