ONU confirma: 2016 bateu recordes de temperatura

353 views
© Depositphotos.com / goinyk A diminuição da camada de gelo global é uma das consequências do aumento da temperatura.

O ano passado foi marcado por grandes eventos e discussões relacionadas às questões climáticas. Entre dados estatísticos e diversas projeções para o futuro, a Organização das Nações Unidas (ONU) estuda os avanços do planeta no problema, através da análise e comparação com períodos anteriores.

Em seu informe anual, lançado esta semana, no dia 20, a ONU confirmou que 2016 bateu todos os recordes de temperatura já registrados pelo estudo em anos anteriores. O recorde, inclusive, está sendo quebrado pelo terceiro ano consecutivo e, de acordo com os cientistas, a tendência é de que 2017 siga os mesmos passos, registrando uma nova marca inédita.

Para explicar os números assustadores, os cientistas apontam o aumento do nível dos oceanos e temperatura da água, diminuição da camada de gelo global, além de eventos climáticos que provocaram grandes impactos na temperatura, como o caso do fenômeno El Niño, por exemplo. Os problemas com a baixa camada de gelo no Polo Norte e na Antártida foram também lembrados por seus recordes negativos.

Os especialistas alertam ainda que o clima mundial entrou em “território desconhecido”, uma vez que os modelos de análise desenvolvidos nas últimas décadas para examinar o comportamento da atmosfera não compreendem a extremidade dos últimos eventos enfrentados pelo planeta.

Os dados do documento ressaltam a importância da contribuição das nações e seus respectivos governantes na criação de novas políticas climáticas e reeducação de hábitos de consumo das pessoas. Através destas e de outras iniciativas, os especialistas acreditam que é possível amenizar os avanços do aquecimento global.