O Rio Araguaia e a sua importância para o equilíbrio ambiental

3.681 views
sosriosdobrasil Bacia Hidrográfica do Tocantins-Araguaia.

Em um país como o Brasil, de área extensa, a hidrografia é marcada por um vasto e complexo emaranhado de rios e afluentes, que vão transformando as paisagens dos locais por onde passam. E um dos mais destacados dentre estes rios é o Araguaia.

Divisor natural dos estados do Mato Grosso, Goiás e Tocantins, o Araguaia também banha alguns trechos do estado do Pará e é o habitat de centenas de espécies de peixes típicos da bacia Amazônica. Com aproximadamente 2.000 mil quilômetros de extensão, o rio Araguaia ainda se mostra como fundamental para o equilíbrio ambiental em uma das regiões com a maior biodiversidade animal e vegetal em todo o planeta.

Sua nascente encontra-se em uma localidade de natureza exuberante, a Serra do Caiapó, próximo ao Parque Nacional das Emas, no município de Mineiros em Goiás. Ao longo de seu trajeto, o rio vai levando suas águas a outras localidades, servindo de via de transporte para peixes e outros animais como os botos e jacarés, que fazem a alegria dos turistas que navegam por ele. Nas épocas de seca, entre julho e agosto, podem ser avistados bancos de areia que são aproveitados pelos visitantes como praias à beira do rio.

A maior ilha fluvial do mundo, a Ilha do Bananal, também é gentilmente banhada pelas águas do Araguaia – e também pelas do rio Javaés. A ilha abriga o Parque Nacional do Araguaia e o Parque Indígena do Araguaia, áreas voltadas à preservação de natural e à conservação da cultura indígena.

Ao longo das últimas décadas, têm ocorrido vários os desafios para a manutenção do equilíbrio ambiental às margens e nas águas deste rio. A imensa quantidade de peixes tem diminuído drasticamente, sobretudo por conta da pesca predatória e da construção de hidrelétricas. Os vestígios deixados no rio pela agricultura não sustentável e o acúmulo de lixo, provocado pelo aumento das populações nas margens, também preocupam e têm merecido a atenção de entidades governamentais e não governamentais. Enquanto a luta se trava, o rio continua fluindo e oferecendo belas imagens, além de condições de sobrevivência a milhares de espécies.