Grande buraco se abre em mina de potássio na Rússia e ameaça engolir cidade

582 views
Fonte: Gizmodo Os geólogos chamam o fenômeno de voçorocas ou ravinas, que se formam devido à erosão.

Uma antiga mina de potássio, localizada nas proximidades de Perm, na Rússia, entrou em colapso, deixando para trás um enorme buraco – com 30 metros de largura. Os especialistas garantem que ele irá atingir até 60 metros nos próximos dias ou semanas.

O grande temor das pessoas é que mais buracos apareçam nos próximos meses, uma vez que este buraco é interligado a outra mina, que fica a alguns quilômetros do local, e passa por uma região subterrânea com cidades habitadas.

Segundo o site de notícias RT.com, a empresa Uralkali é a dona da mina de potássio, chamada anteriormente de Solikamsk-2. A empresa abandonou o projeto de exploração do potássio depois que os labirintos subterrâneos foram inundados repentinamente por um enorme fluxo de água salgada, deixando o terreno subterrâneo altamente instável.

O portal ainda divulgou que se a água atingir também a segunda mina, todas as cidades da região devem ser evacuadas, por existir o risco real de surgimento de buracos gigantescos que engoliriam dezenas de casas.

Porém, o prefeito Sergey Devyatkov declarou não estar tão preocupado com o assunto: “Não há necessidade de ficarmos falando sobre a primeira mina agora. Tudo está bem por lá”.

Vale lembrar que esta não é a primeira vez. Em 2006, um buraco com 137 metros de largura surgiu na mesma cidade. Os geólogos chamam o fenômeno de voçorocas ou ravinas, que se formam devido à erosão, quando a água remove uma camada subterrânea do solo – em geral algo solúvel, como calcário ou mantos de sal.

O terreno subterrâneo da região é altamente instável.