Veja fotos das 10 cavernas mais incríveis ao redor do mundo

1.473 views

As cavernas são formadas normalmente quando a água ácida das chuvas penetra no solo e entra em contato com as camadas de calcário, dissolvendo-as e formando buracos. De acordo com a espeleologia, ciência que estuda o assunto, a caverna pode ser considerada uma cavidade rochosa acessível aos animais e seres humanos, e ainda abrigar informações de pesquisa importantes sobre a história da geologia terrestre. Não somente no relevo, as cavernas podem se formar entre geleiras e recifes de corais. Saiba mais sobre as cavernas encontradas em diversos continentes:

Caverna Red Flute, China

Localizada na China, a caverna de 240 metros de comprimento é a mais procurada pelos turistas, há mais de 1.200 anos, que querem prestigiar as estalactites (formação de gelo vinda do teto) e as estalagmites (formação de calcário que sai do chão). Na verdade elas não são coloridas. Trata-se de uma mistura de luzes colocadas para chamar à atenção de quem a visita.

Caverna Red Flute
Foto: gltos

Caverna de gelo, Rússia

Esta caverna de gelo fica próxima ao vulcão Mutnovsky, na Rússia. Ela foi formada pela abertura que libera calor e gases vindos do vulcão mais conhecidos como fumarolas vulcânicas.

Caverna de gelo, Rússia
Foto: xflo

Son Doong Cave, Vietnã

A caverna Son Doong, encontrada no Vietnã, é conhecida atualmente como a maior caverna. Ela está cheia de inúmeras maravilhas, incluindo, formações geológicas, cascatas e até animais. Possui cerca de 140 metros de altura em algumas partes e 4,5 quilômetros de extensão. O fim da caverna ainda não foi encontrado.

Son Doong Cave, Vietnã
Foto: ngm

Caverna de Vatnajokull, Islândia

Está localizada na maior geleira da Europa e é considerada perigosa, visto que as geleiras tem se quebrado e se alterado constantemente.

Caverna de Vatnajokull, Islândia
Foto: banffcentre

Caverna em Algarve, Portugal

Para chegar nesta caverna em Algarve, região sul de Portugal, o acesso é feito somente pelo mar.

Caverna em Algarve, Portugal
Foto: plus.google

Mina de Naica, México

As cavernas de Naica estão localizadas no centro de uma mina, a qual pertence a uma indústria extrusora de minério no sul do estado de Chihuahua, no norte do México. Conhecida como caverna de cristal, devido às estagmites e estalactites, encontra-se fechada para visitação devido a profundidade e às altas temperaturas.

Mina de Naica, México
Foto: tourismontheedge

Glaciar Mendenhall, Estados Unidos

A caverna se encontra no Vale de Mendenhall, cerca de 12 quilômetros de Juneau, sudoeste do estado do Alasca, e tem aproximadamente 20 quilômetros de extensão. Foi formada devido ao derretimento parcial de gelo.

Glaciar Mendenhall, Estados Unidos
Foto: tkmphoto

Caverna Waitomo Glowworm, Nova Zelândia

A caverna encontra-se na cidade de Waitomo, ao norte da Nova Zelândia. Na região existe um grupo de cavernas, chamadas de Glowworm Caves. Esse local ficou conhecido por conta da grande população de Arachnocampa luminosa – uma espécie de mosca cuja as larvas se abrigam no teto das cavernas e soltam um fio de seda que possui bioluminescência, capacidade de produzir luz. A região possui cavernas com mais de 250 metros de extensão.

Caverna Waitomo Glowworm, Nova Zelândia
Foto: psu.edu

Caverna de Mármore, Patagônia

A caverna de Mármore foi esculpida ao longo de milhões de anos devido à erosão provocada pela água e recebe esse nome devido à sua cor, uma mistura de azul claro, branco e rosado que lembra os tons da rocha usada na construção civil.

A Caverna de Mármore está localizada ao sul da Patagônia chilena, no Lago Carrera. O lago é considerado o segundo maior da América do Sul. Parte do lago fica Argentina e outra parte no Chile. Já em território argentino, recebe o nome de Lago Buenos Aires.

Caverna de Mármore, Patagônia
Foto: g1

Cavernas Batu, Malásia

As Cavernas Batu já foram o ponto de encontro dos povos indígenas Temuan e foi usada por colonos chineses e ingleses. Antigamente, os excrementos de morcego da caverna eram extraídos para serem usados na produção agrícola, porém, atualmente, o lugar está cheio de estátuas gigantescas e pode ser um ponto turístico para visitantes.

Cavernas Batu, Malásia
Foto: Danny Xeero