A erosão eólica e seus impactos ao meio ambiente

14.284 Visualizações
Rochas
Foto: agentesexternosintemperismo

A erosão eólica é um dos tipos de degradação do meio ambiente existentes. Ela se dá pela ação dos ventos e pode provocar transformações que impactam o meio ambiente, como a retirada de finos fragmentos superficiais do solo, transportando-os para outros locais e assim modificando dois ou mais ambientes.

Existem quatro processos erosivos provocados pela ação dos ventos:

1) Corrosão – É o desgaste físico das rochas através do atrito e impacto das partículas que são transportadas pelo vento. Esse processo também pode ser feito pela ação das águas e geleiras, mas é o vento que “esculpe” as rochas, dando as formas.

2) Abrasão – Um processo erosivo semelhante à corrosão. É o desgaste de rochas pelo atrito e impacto de partículas ou fragmentos carregados por correntes eólicas. Também pode ser causada por ações glaciais, fluviais e marinhas, como turbidez e o vai e vem de ondas.

3) Eólico – Processo de depósito sedimentar que tem o vento como agente geológico. Praias são exemplos de depósitos eólicos.

4) Deflação – É a erosão provocada pelo vento fazendo com que fragmentos superficiais mais finos sejam retirados do local, restando pedras e pedregulhos. Ocorre normalmente em campos de dunas e regiões desérticas. Também pode ocorrer forte corrosão associada à deflação.

Muitos locais próximos às regiões costeiras do mundo inteiro possuem dunas, que são montanhas compostas pelo efeito eólico. No Brasil, as regiões mais famosas estão nos estados do Ceará e Santa Catarina. Esse tipo de erosão, se provocada por um grande período de tempo, pode modificar completamente o cenário natural, como acontece em vários pontos do Deserto do Saara, na África.

Jericoacoara, Ceará
Jericoacoara, Ceará. Foto: bonitas

Rochas esculpidas, zonas rebaixadas e aparecimento de pequenos lagos são resultados de fortes deflações. Com o solo seco fica mais fácil o movimento de fragmentos da superfície, por isso, as fortes concentrações de erosões eólicas estão próximas das costas (onde a incidência de ventos é maior) e em desertos.

Menos eficaz, a erosão eólica em paredes rochosas acontece em todos os locais do planeta, porém sua ação demora centenas de anos para modificar as pedras. Além disso, desastres naturais como furacões, tornados e grandes tempestades aceleram os efeitos da erosão eólica.