Empresa desenvolve modelo de cisterna vertical

993 Visualizações
Equipamento pode armazenar até 1000 litros.

A crise hídrica enfrentada ao longo dos dois últimos anos alertou a população no que diz respeito à adoção de novos costumes sustentáveis, e, consequentemente, o uso consciente da água tem se tornado maior a cada dia. Com a criação de diversas campanhas incentivadoras para aproveitamento da água de chuva na rotina caseira, viu-se a criação de diversos equipamentos para facilitar sua utilização.

Dentre essas, a cisterna é uma das grandes opções e tem ganhado cada vez mais aceitação em casas, apartamentos e estabelecimentos em geral. Popularizando-se pelo aproveitamento da água de calhas e chuvas para lavagem de quintal, máquinas de lavar e outras atividades, a cisterna se mostrou uma solução sustentável para reuso da água – além de baratear todo o sistema hídrico do local.

Entretanto, um dos principais problemas do equipamento sempre foi a necessidade de contar com uma grande área para que seu compartimento pudesse armazenar a água, tornando sua operação complexa. Foi quando a empresa Tecnotri, especializada no desenvolvimento de novas soluções em plástico, decidiu criar um novo sistema de cisterna vertical modular, com design arrojado, sofisticado, muito mais compacto e produzida em material reciclável.

A nova cisterna personalizada, disponível em diversas opções de cores, apresenta no processo de rotomoldagem (isto é, um equipamento mais leve e, ao mesmo tempo, resistente e durável) sua principal característica, oferecendo a melhor solução para usuários que procuram por um sistema de cisterna prático e facilmente manuseável.

O novo modelo conta com recipientes que variam de tamanho e capacidade, chegando a armazenar até 1000 litros. Para adquirir o “kit de reuso da água”, os interessados podem encontrá-lo versões que variam de R$ 658 a R$ 2.858 – o que compensa o investimento, se pensar na praticidade de instalação e utilização da cisterna.