Dia Mundial do Meio Ambiente e da Ecologia: o que tem sido feito para conservar o planeta?

563 views
© Depositphotos.com / phb.cz Barbados.

Tomar banho de caneca para economizar água e energia elétrica é uma prática de discurso ambientalista que não cabe na realidade da sociedade contemporânea. Dificilmente se você chegar em casa em dias frios, vai optar por um banho desse tipo pensando em poupar a quantidade de água do habitat de animais marinhos, ou em prol de toda a natureza.

No entanto, o PNUMA, órgão de meio ambiente ligado à ONU e entidades mundiais ainda se comprometem em datas como hoje, no Dia Mundial do Meio Ambiente, a trabalhar a consciência ecológica das pessoas de diversas maneiras. Este ano, a organização escolheu a ilha de Barbados (Caribe) para celebrar a data por conta dos fortes investimentos do local em energia limpa.

Um dos principais objetivos do evento este ano é chamar a atenção para os Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento e seus desafios relativos às mudanças de clima e aquecimento global. Durante os cinco dias de evento serão debatidos temas como mudança de clima, negócios, cultura local e tecnologias para adaptação climática.

Barbados, um país de 430 Km² e uma população de 270 mil pessoas é altamente passivo aos efeitos da mudança do clima, dos impactos agrícolas à destruição de seus ecossistemas costeiros, por isso, foi elencado como sede de 2014.

Devido à localização e estado da natureza local, o país pretende aumentar 29% a produção de energia renovável no consumo elétrico da população. Segundo o governo de Barbados, esta iniciativa reduziria por volta de US$ 283,5 milhões do custo total de eletricidade e diminuiria as emissões de carbono em 4,5 milhões de toneladas.

Foto: pixabay

Para Cecília Vick, diretora executiva da Greenclick, um dos maiores vilões do meio ambiente são as intensas emissões de dióxido de carbono e do gás carbônico vindo do setor energético, o qual resulta em aquecimento da temperatura da terra e consequentemente, mudanças no clima. Vick acredita que a solução seja a popularização das tecnologias de energia limpa, como a instalação de equipamentos de energia eólica e solar nas residências. Além do incentivo governamental, uma forma de amenizar estes impactos é trabalhar a conscientização ecológica por meio de atividades de forma a atingir a toda a sociedade

O evento é importante para estabelecer metas mais claras do desenvolvimento sustentável, mas enquanto caminha o trabalho das autoridades, o que as pessoas podem fazer para poupar os recursos? Veja mais dicas sobre economia de água e energia elétrica no Pensamento Verde.