Descubra quais são os alimentos que mais desperdiçam água

428 Visualizações
Depositphotos.com / pressmaster Água.

Você já se perguntou quantos litros de água foram utilizados para que a comida em sua mesa fosse produzida? Termo cada vez mais frequente, a pegada de água do ser humano vem sendo fonte de várias discussões por conta do desperdício apresentado. Com previsões nada animadoras para o futuro próximo, a economia e o uso consciente do líquido da vida, vem fazendo com que a sociedade reveja várias atividades, até a produção de alimentos. Especialista no assunto, Arjen Y. Hoekstra é professor de gestão de água da Universidade de Twente, na Holanda. Autor de vários artigos e, recentemente, de um livro, o estudioso calculou para o Instituto de Educação de Água da UNESCO a pegada de água de vários alimentos consumidos pelo ser humano. A pegada de água é medida através da quantificação do volume de água consumido ou poluído, e que, portanto, não está disponível para outros fins. “Nós vemos lagos desaparecendo, níveis de lençóis freáticos diminuírem. Rios estão secando antes de chegar ao mar, e outros estão muito poluídos. Esses problemas estão relacionados ao fato de que muita água é consumida e poluída para os nossos bens de consumo diários, principalmente alimentos”, disse Hoekstra. As carnes são os piores criminosos. “Para a maioria das pessoas, ainda é difícil acreditar que um quilo de carne exige – em média – 15.400 litros de água”, afirmou o pesquisador ao site weather.com. A pegada média por caloria da proteína é cinco vezes maior que a de cereais e raízes ricas em amido, segundo a Water Footprint Network. Frutas e legumes são mais equilibrados, mas cada caso é um caso. Meio quilo de aspargos, por exemplo, requer pouco menos de mil litros de água para ser produzido. A mesma quantidade de espinafre precisa de apenas 130 litros. Nozes, inesperadamente, ficam no topo da lista: meio quilo de amêndoas sem casca precisa de 7.305 litros de água. O objetivo da pesquisa é a conscientização das pessoas, disse Hoekstra. “Uma vez que sabemos a pegada hídrica de um produto, podemos compará-la ao que é razoável. Muitos alimentos podem facilmente terem suas pegadas reduzidas à metade se as melhores tecnologias forem utilizadas”. Assim, a responsabilidade de escolher melhor os produtos é do consumidor. A conscientização de comer os alimentos que agridem menos o meio ambiente é importante à medida em que os recursos naturais do planeta são cada vez mais escassos. Confira na galeria a pegada hídrica de mais 25 alimentos.