Conheça o Projeto Golfinho Rotador

1.263 views
fredfoto Fernando de Noronha

Um dos mais paradisíacos cenários brasileiros, o arquipélago de Fernando de Noronha, é também um local extremamente rico em biodiversidade. Por este motivo, são vários os projetos que atuam no local, estudando e principalmente protegendo várias espécies de animais. Dentre os variados projetos, está o Projeto Golfinho Rotador.

Atuando desde 1990, o projeto alia a pesquisa científica sobre os golfinhos a um sólido programa de Educação Ambiental que, além de promover o desenvolvimento sustentável de Fernando de Noronha, trabalha na preservação do comportamento natural deste animal, que transita numerosamente pela região do arquipélago.

O Projeto Golfinho Rotador é resultado da parceria do Centro Mamíferos Aquáticos, um centro de fauna especializado do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade/Ministério do Meio Ambiente, com o Centro Golfinho Rotador, uma organização não governamental socioambiental de Fernando de Noronha.

Do ponto de vista da pesquisa, as atividades concentram-se no monitoramento da baía de golfinhos (área onde os golfinhos podem ser vistos nadando com frequência, considerado, um de seus habitats naturais), o estudo da história natural da região e a catalogação dos golfinhos, como forma de aprofundar o conhecimento sobre seus comportamentos. Os especialistas ainda buscam as possíveis interações entre a preservação dos golfinhos e o turismo local e oferecem a capacitação de voluntários interessados em ajudar nessa missão.

espiritossanto Golfinho.

Já o programa de Educação Ambiental estende-se tanto aos moradores locais – para que compreendam a importância da preservação e as práticas que colaboram para este intento – quanto aos visitantes, que podem obter informações sobre os golfinhos e sua presença na região, além de apreciar os animais em um mirante criado especialmente para esta atividade. Assim, ciência e educação se unem para que Fernando de Noronha continue sendo um belo paraíso ecológico e, também, para que as águas do arquipélago sejam o lar dos golfinhos, em completa harmonia com os desejam desfrutar da natureza sem deixar de protegê-la.