Como fazer uma cisterna residencial

1.355 Visualizações
Fonte: UOL NotíciasSimples e barato, o sistema capta e armazena a água da chuva.

Desde 2014 o Sudeste brasileiro vem enfrentando problemas relacionados à falta de água. De acordo com dados do Ministério do Meio Ambiente, essa é a maior crise hídrica já enfrentada nos últimos 84 anos.

Os estados de São Paulo, do Rio de Janeiro e Minas Gerais são os mais afetados. Para se ter uma ideia, o sistema Cantareira, um dos mais importantes, responsável pelo abastecimento de 6,5 milhões de pessoas, enfrenta um problema tão grande que está apenas com 5,4% da sua capacidade total.

Para mitigar os impactos, muitas pessoas têm investido em ações domésticas a fim de diminuir o uso da água. Além de válvulas com redução de pressão e reaproveitamento da água do banho para descargas e lavagem de pisos, as cisternas também se tornaram itens de destaque.

Isso porque, elas permitem que água da chuva seja capturada e armazenada para o uso posterior – na irrigação de jardins, lavagem de carros e máquinas, entre outros.

Apesar dos benefícios, especialistas afirmam que é preciso ter cuidado e tratar a água armazenada para evitar a proliferação de micro-organismos. Além disso, é importante não utilizá-la para fins potáveis, como beber, fazer comida, lavar verduras, legumes, frutas e louças.

Outro fator que coloca a cisterna em posição de destaque é que ela pode ser feita pelo próprio consumidor em sua casa em apenas um dia. Estima-se que o gasto total do projeto seja de, no máximo, R$ 320. Confira os materiais necessários e assista o passo a passo no vídeo abaixo.

– Caixa plástica coletora de 300L;

– Canos de PVC (4 metros), cotovelos, conectores, torneira, suportes de metal, adaptador com flange;

– Base de blocos de concreto (16 blocos);

– Cintas de reforço (3 cintas com catraca);

– Madeira da base e as ripas para o reforço;