Camarões azuis podem guardar o segredo para vida alienígena

375 Visualizações
Gizmodo Os camarões da espécie Rimicaris hybisiae vivem próximos a fontes termais que chegam a 400°C.

Um estudo conduzido por exobiólogos da NASA pode revelar o segredo para a vida alienígena. De acordo com os cientistas, camarões misteriosos que habitam as profundezas dos oceanos seriam semelhantes, em um nível básico, às formas de vida escondidas nos oceanos da Europa, uma das luas que orbitam Júpiter.

O ecossistema estudado está a 2.300 metros de profundidade no Mar do Caribe, ao sul das ilhas Cayman. Os camarões, da espécie Rimicaris hybisiae, vivem próximos a fontes termais que chegam a 440°C. Longe da energia solar, esses seres vivos encontram nos químicos liberados pela atividade vulcânica a energia necessária para a manutenção da vida.

“Em dois terços da história da Terra, a vida existiu apenas na forma microbiana. Na lua Europa, a maior chance de encontrar vida é na forma de micróbios. (…) O objetivo geral de nossa pesquisa é ver o quanto a vida ou a biomassa pode ser sustentada por fontes termais de água subterrânea. (…) É um sistema simbiótico notável”, dizem os pesquisadores.

Gizmodo Esses seres podem conter pistas sobre como poderia ser a vida em outros planetas.

O estudo mostra como esses seres vivos sobrevivem em condições extremas. Alimentando-se dos carboidratos produzidos por bactérias, vivem entre a água sulfurosa das fontes termais (que alimenta as bactérias) e a água oxigenada do oceano, onde podem respirar.

Para confirmar se as fontes hidrotermais do oceano da Europa seria capaz de produzir energia suficiente para a manutenção desta cadeia é preciso enviar uma missão submarina para essa lua de Júpiter. A equipe aguarda a missão há tempos, e ela deve acontecer o quanto antes.