Afinal, qual a real importância da água para a vida?

19.255 Visualizações
Hoje somente 30% de toda água existente no planeta é doce.

O Brasil é um país considerado abençoado no que diz respeito à quantidade de água disponível, uma vez que cerca de 53% do manancial de toda a água doce disponível na América do Sul esteja em território nacional. Por conta desse privilégio, infelizmente, o desperdício de água é muito grande, já que muitas pessoas acabam se esquecendo de que como este recurso natural é essencial para a manutenção da vida.

Para começar, a água funciona como meio de oxigenação das células, além de hidratar o corpo e contribuir para a manutenção da saúde — uma vez que limpa o corpo de toxinas e outras impurezas. Vale lembrar que 75% do corpo humano é composto por água, o que torna este recurso essencial para a sobrevivência das pessoas.

Mas a importância da água para a vida não cessa aí: a alimentação, o ar respirado e a vida de modo geral está cercada de água por todos os lados. A composição do ar, por exemplo, é de 78% de nitrogênio, 21% de oxigênio, 1% de outros gases do tipo dióxido de carbono e argônio, além de vapor de água.

Os tecidos vegetais possuem alta porcentagem de água em sua formação celular, que corresponde a 90%. Isso vale não apenas para as plantas, mas também para as frutas e legumes.

O problema da água no mundo

O Brasil destaca-se como o país com maior concentração de água doce (consumível) do mundo: de toda a água existente no planeta, somente 30% é doce, sendo que 70% desse total se concentra no País — enquanto o restante está espalhado ao redor do mundo.

Países onde a água doce é praticamente inexistente, os processos de purificação e reutilização de água do esgoto se tornam essenciais para a irrigação de lavoura, bem como a dessalinização de água do mar para consumo. Esses métodos são importantes para eliminar a sede da população e garantir a sobrevivência de milhares de pessoas.

Nos Estados Unidos, em estados como o da Califórnia, por exemplo, a dessalinização da água do mar para o consumo já é uma realidade. Em outros países, como Israel, já se fala na possibilidade de consumir até mesmo a água que já foi esgoto. Isso, claro, após a realização de diversas etapas de tratamento de esgoto que purificam a água em sua totalidade — um processo caríssimo, e que ainda está em estudo.

Imagem: RomoloTavani / iStock / Getty Images Plus