Confira alguns exemplos e entenda o que é água virtual

3.494 views

O conceito de água virtual foi criado por um professor da Universidade de Londres. Baseia-se na quantificação do volume de H2O usada em um banho, na confecção de algum produto ou em algum serviço doméstico. Na conta, não se contabiliza somente a água contida no produto inicial, mas também toda água que foi usada nas etapas de seu processo de produção e limpeza, por exemplo. Assim, para medir a quantidade de água na elaboração de folha de papel, é preciso calcular o total de água utilizada no processo de produção das árvores e dos produtos que darão origem à mata, e não apenas a água utilizada na indústria.

Para calcular a quantidade de água usada em uma plantação, por exemplo, faz-se uma estimativa com base em dados climáticos, como temperatura e velocidade dos ventos, características do vegetal e do volume de água necessário para diluir os poluentes utilizados na plantação. No cálculo da produção de cevada, dividem-se os 190 bilhões de metros cúbicos de água consumidos anualmente pela produção de mais de 146 mil toneladas de cevada e chega-se ao valor de 1.300 litros de água por quilo do produto.

Depositphotos O cálculo da água virtual leva em conta toda a água utilizada no processo de produção.

Para encontrar o número exato de água virtual de produtos derivados da pecuária ou das plantações, a conta é um pouco diferente. Divide-se a pegada da água do produto de origem entre seus produtos derivados. Com a soja, que é transformada tanto em óleo quanto em farinha, divide-se a pegada da água de forma proporcional pela quantidade de soja destinada a cada produto.

Dessa forma, a maior parte da água despendida na produção de um hambúrguer (2.400 litros), deve-se primordialmente à alimentação do boi (15.300 litros por quilo, ou 2.295 litros para a média de 150g de hambúrguer). E a pegada de água de 75 litros para cada 250 ml de cerveja deve-se principalmente à produção da cevada.

Na produção de uma camiseta de algodão de 250 gramas, gasta-se aproximadamente 2.700 litros de água. Esse número é gasto principalmente com a plantação de algodão: 45% na irrigação, 41% na absorção de água da chuva e crescimento da plantação, 14% na diluição dos resíduos de fertilizantes usados na safra e produtos químicos da indústria.

Saber sobre a quantidade hídrica gasta durante os processos de produção é importante na hora de tomar decisões de consumo consciente. Tomar café e chá, por exemplo, também representa uma escolha com responsabilidade socioambiental. Enquanto para produzir uma xícara de café de 125 ml são necessários 140 litros de água, uma xícara de chá de 250 ml demanda 30 litros. A falta de conhecimento é o que dificulta uma escolha mais sustentável. Cobrar dos fabricantes que os dados da quantidade de água virtual sejam mostrados na embalagem pode ajudar o consumidor a optar pelo produto menos agressivo ao meio ambiente.