Campanha Passaporte Verde irá estimular turismo sustentável durante a Copa

458 Visualizações
Passaporte Verde
Foto: facebook

A fim de estimular o uso sustentável dos recursos naturais nos destinos turísticos durante a Copa do Mundo 2014, o ministro do Turismo, Gastão Vidigal, assinou um memorando de entendimento que formaliza um acordo com o Programa Nacional das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma). O objetivo da parceria é dar incentivos aos hábitos ecologicamente corretos por meio da campanha batizada de “Passaporte Verde”.

Inicialmente, o Ministério do Turismo (MTur) utilizará o cadastro de prestadores de serviços turísticos (Cadastur) para convidar empresários dos setores de alimentação, hospedagem, transporte, agências, parques temáticos, entre outros, a aderir às boas práticas de sustentabilidade e, consequentemente, ao projeto. Em seguida, atividades relacionadas ao Passaporte Verde serão implantadas nos centros de atendimento aos turistas das 12 cidades-sede do campeonato mundial de seleções.

A campanha tem previsão para ser iniciada em março e incluirá ações de comunicação nas redes sociais, abordando assuntos de cunho ambiental, sociocultural e de sustentabilidade econômica. Propondo a adesão de comportamentos benéficos à natureza não só para os viajantes, a iniciativa também validará compromissos ecológicos entre estabelecimentos como bares, hotéis e restaurantes.

Baía do Sancho, em Fernando de Noronha
Baía do Sancho, em Fernando de Noronha. Foto: Divulgação

Aproveitando-se dos holofotes da Copa do Mundo, o MTur pretende conscientizar a população brasileira e os visitantes estrangeiros sobre a importância da realização de ações de baixo impacto ambiental. Além disso, o desenvolvimento do projeto Passaporte Verde marca a inclusão do Ministério do Turismo a um acordo de cooperação, firmado em 2011, entre os ministérios do Esporte, do Meio Ambiente e o Pnuma, que promove o consumo sustentável.