Disney integra tecnologia sustentável a itens de entretenimento infantil

476 Visualizações
Disney Research
Foto: disneyresearch

Os estúdios Walt Disney, com fundação em 1923, são tradicionalmente conhecidos por levarem crianças, jovens e até adultos para universos mágicos, repletos de narrativas encantadoras e personagens carismáticos. Contudo, em seu departamento de pesquisas científicas (Disney Research), numa parceria com a Universidade Carnegie Mellon (EUA), a companhia criadora de figuras como Mickey e Pateta está desenvolvendo e, em breve, pretende trazer ao mundo real algo que parecia pertencer a contos de fada: geradores de energia feitos de papel.

“Imagine objetos do cotidiano fabricados de maneira responsável e interativa que funcionam sem precisar de baterias” é o slogan da tecnologia, elaborada por Mustafa Emre Karagozler, Ivan Poupyrev, Gary k. Fedder e Yuri Suzuki, grupo de pesquisadores que atua na divisão sediada em Pittsburgh (EUA). A meta é alcançar o fornecimento de eletricidade de maneira simples, através de ações como tocar, esfregar, girar e deslizar as peças do mecanismo.

O equipamento, a princípio, irá gerar uma pequena voltagem, porém, a energia será suficiente para ligar telas e leitores de e-books, lâmpadas de LED, caixas de som e movimentar pequenos objetos, ou seja, ideal para o uso infantil. Desenvolvido para ser utilizado em artigos infantis, o engenho surge com promessas de não causar ameaças à saúde humana e ambiental, e objetiva incorporar o conceito de sustentabilidade ao entretenimento das crianças, o que, ocasionalmente, atuará como ferramenta de conscientização sobre economia de eletricidade.

De acordo com a Disney Research, o sistema requer baixos investimentos financeiros, uma vez que a tecnologia necessita de apenas uma folha de papel, um pedaço de teflon, fita adesiva e poliéster revestido de prata para funcionar, basicamente. A montagem dos geradores não apresenta dificuldades, pois, dependendo do tipo de estrutura, pode variar somente as posições entre a lâmina de papel e a chapa de teflon. No entanto, o importante é que ocorra o atrito entre os dois componentes.

Disney Research
Foto: disneyresearch

Ainda em fase de desenvolvimento, tudo indica que os geradores de energia feitos de papel serão usados com frequência em livros infantis e que, possivelmente, o público terá acesso gratuito aos aparelhos, porque até impressoras comuns são capazes de emitir suas peças. Mesmo sem tapetes voadores, espelhos mágicos e fadas madrinhas, os estúdios Walt Disney continuam a fascinar crianças e adultos com uma história protagonizada pela sustentabilidade.