Rock in Rio terá árvores solares para carregar celulares

Os cinco pontos de carregamento distribuídos pela Cidade do Rock terão capacidade para gerar 1,38 kWh/dia de energia

14 de julho de 2017
publicado por
Redação

Reprodução / Instagram Árvore possui seis saídas eletrônicas que podem carregar diferentes dispositivos.

Em meio a diversas ações que buscam solucionar o grave problema ambiental que está assolando todo o planeta, o Brasil é considerado um dos países com maior interesse sustentável do mundo e vem incansavelmente buscando iniciativas que possam minimizar os danos causados pelo desmatamento e pelo uso de energia provenientes das usinas hidrelétricas.

Desta forma, um dos maiores festivais de música do país, o Rock in Rio, decidiu esse ano unir diversão e sustentabilidade em um só lugar. Além das ações organizadas pela Amazônia Live, projeto socioambiental oficial do Rock in Rio 2017, o evento vai trazer, em setembro, cinco pontos com árvores solares, onde o público poderá carregar celulares com energia 100% limpa.

Batizado de OPTree, o projeto é uma parceria entre a Comerc Energia e a startup Sunew, empresas que decidiram levar energia limpa, produzidas por meio de filmes fotovoltaicos orgânicos, e que transformam a luz solar em energia elétrica, capaz de carregar baterias de celular através de tomadas USB.

As árvores que foram criadas 100% no Brasil, serão distribuídas pelo parque e uma na área VIP e trarão diversos benefícios aos usuários, assim como a possibilidade de carregar o celular, lâmpadas e até roteadores de internet.

Segundo informações da diretora de projetos especiais, Roberta Coelho, divulgadas em release oficial, o projeto foi pensado para ser instalado em outras áreas públicas e também no Rock in Rio, mostrando para o público do festival que é possível, sim, colaborar com o meio ambiente de forma prática e muito simples.

Juntas, as cinco árvores terão capacidade para gerar 1,38 kWh/dia, o suficiente para iluminação do local e para carregar 10 dispositivos móveis simultaneamente durante 12 horas.

Amazônia Live tem o objetivo de recuperar florestas

A inciativa que tem como principal objetivo restaurar mais de 400 hectares de florestas desmatadas na Amazônia, a fim de gerar um impacto positivo no meio ambiente e na economia local, surgiu em abril de 2016 e visa atingir o plantio de quatro milhões de árvores até 2049, através do apoio de artistas, parceiros e da população, que podem fazer suas doações por apenas R$ 4,50 + R$ 1,10 de taxas.

As sementes para o reflorestamento serão cedidas pelos povos indígenas da região e ajudarão a devolver a biodiversidade do ambiente, uma vez que as árvores são as principais responsáveis pela absorção do dióxido de carbono dos combustíveis fósseis presentes na atmosfera.

Para saber mais sobre o Amazônia Live e fazer sua contribuição, acesso o site através do link.

Árvore solar pode ser instalada em diferentes locais

Desenvolvido pela startup Sunew e a Metalco do Brasil, o projeto conta com uma estrutura feita de aço inoxidável à prova d’água e folhas cobertas por filmes fotovoltaicos orgânicos independentes, mais conhecidos como Organic Photovoltaics (OP), produto extremamente versátil e de baixo impacto ambiental.

A OPTree pode ser instalada em diversos locais, como praças públicas, parques, calçadão e jardins, e disponibiliza aos seus usuários seis saídas USB para carregar celulares, tablets e outros dispositivos eletrônicos, além de uma lâmpada LED com função decorativa.

A árvore ainda proporciona ao ambiente um visual diferenciado, ajuda na socialização e oferece à população energia em ambiente público, descanso e conforto.