Sustentabilidade Empresarial: Conheça o movimento empresas B

Criado em 2006 nos Estados Unidos pela organização sem fins lucrativos B-Lab, o movimento busca conscientizar e certificar empresas que, além de lucrar, usam seus negócios para tentar solucionar problemas sociais e ambientais

8 de julho de 2014
publicado por
Redação

© Depositphotos.com / ridofranz Sustentabilidade empresarial.

No Brasil, o movimento empresas B foi lançado em 2013. No mundo, a iniciativa soma mais de 850 companhias certificadas, de diferentes setores, em 28 países. A principal missão dessas empresas é gerar prosperidade durável e compartilhada. Durável porque as gerações futuras serão fortemente impactadas pelas ações, e compartilhada porque vivendo em um mundo conectado as empresas nunca irão bem se a sociedade não vai bem. A iniciativa busca redefinir o conceito de sucesso nos negócios e conta com empresas comprometidas em criar soluções para os desafios sociais e ambientais.

As empresas B não buscam somente serem as melhores do mundo, mas serem o melhor para o mundo. Seus negócios buscam um propósito maior do que apenas o lucro e visam o poder da cooperação para o sucesso. Na América Latina, as empresas B são representadas pelo chamado Sistema B. Desde 2012, o movimento certifica empresas no Chile, Argentina, Colômbia e Brasil. O movimento de empresas B na América Latina quer criar e fortalecer alianças estratégicas a partir de uma comunidade formada por empresas B, compradores, políticos, líderes de opinião, acadêmicos e investidores, além de identificar e certificar empresas que utilizam seu poder de mercado para solucionar problemas socioambientais.

O Sistema B também busca gerar negócios e promover a criação de políticas públicas que o movimento B. Busca, assim, unir não só as melhores empresas do mundo, mas as melhores empresas para o mundo.

É preciso ter uma visão de longo prazo para implantar o sistema B nas empresas, pois os benefícios sociais não são imediatos. Assim, o modelo de empresas B indica um caminho, mas as transformações só virão em 10 ou 20 anos. Empecilho na busca pela sustentabilidade empresarial, meio em que se busca um retorno financeiro imediato. Para isso, o envolvimento participativo do público no processo de transformação econômica é essencial. É necessária uma transformação cultural em que o público assuma um papel de defender a sustentabilidade.

A certificação de empresa B possibilita uma avaliação multidimensional do negócio e traz as dimensões de impacto no meio ambiente, relações com colaboradores e comunidade aliadas à perspectiva econômica. No Brasil, o objetivo do sistema B é alavancar organizações de apoio e estimular políticas públicas, o que depende do envolvimento de empresas comprometidas em usar o poder de seus negócios para acelerar uma evolução sistêmica da sociedade