Passo a Passo: Como fazer porta-guardanapo de garrafa Pet

Opção colorida e versátil que pode ser usada no dia a dia, em eventos familiares ou festas infantis

30 de julho de 2013
publicado por
Redação

Porta Guardanapo feito com garrafa PETNada se perde, tudo se reinventa, não é mesmo? E quando reciclamos produtos que já temos disponíveis em casa, melhor ainda. Nossa dica de hoje é te ensinar a fazer um porta-guardanapo de garrafa pet em formato de cone. Você pode usá-lo no dia a dia, em eventos familiares ou festas infantis. Bem colorido e versátil, vai deixar qualquer ambiente mais alegre e com um toque sustentável.

Materiais:

• 1 garrafa de dois litros lisa e transparente;

• Tesoura;

• Estilete;

• Régua;

• Caneta retroprojetor;

• Tinta relevo de cores diversas;

• Solvente;

• Chapa de ferro grossa.

Vamos ao passo a passo:

1º – Tire o rótulo, lave a garrafa e caso fique alguma cola difícil de sair você pode removê-la com o solvente;

2º – Em seguida, meça 14 cm a partir do fundo da garrafa e marque com a caneta retroprojetor. Faça o mesmo circulando toda a garrafa. Fure com o estilete (que é mais fácil) a área traçada e recorte-a. Depois de recortada, você vai trabalhar apenas com o meio da garrafa;

3° – Acerte as rebarbas com a tesoura e dobre a garrafa no meio, sem amassar o fundo.

Feito isso faça um pequeno corte com a tesoura em um dos lados;

4º – Pegue a parte oposta ao corte e dobre para dentro, formando uma espécie de cone duplo. Vinque a extremidade para prender os cones;

5º – Recorte as bordas deixando-as no formato arredondado;

6º – Agora é hora de usar a chapa. Aqueça a parte afunilada da peça e as bordas para arredondá-las, fazendo movimentos circulares. Dica: Para saber a temperatura ideal, aqueça a chapa em fogo baixo e coloque um retalho de PET sobre ela. Quando o retalho se mexer, a chapa estará pronta para ser usada.

7º – O formato está pronto! Para finalizar pinte com as bisnagas do porto-guardanapo da maneira que desejar. Ao invés de pintar, você pode também colar adesivos ou pedacinhos de tecido. O que vale é soltar a imaginação!

Imagens: jornaldacanastra