Saint-Gobain Plásticos São Caetano adere ao Programa de Reciclagem de Copos de PP

117 Visualizações

Com o trabalho empenhado na constante redução de impacto ambiental, a Saint-Gobain Plásticos São Caetano do Sul aderiu ao Programa de Reciclagem de Copos de Polipropileno (PP).

A ação, promovida pela Braskem (a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas), junto a empresa Dinâmica Ambiental (especialista em logística reversa e gestão de resíduos), tem como objetivo valorizar a reciclagem do plástico e toda sua cadeia produtiva.

Na Saint-Gobain Plásticos São Caetano do Sul — empresa especializada na extrusão de produtos especiais, em materiais de polímero —, a implantação da iniciativa trará grande contribuição para a natureza, uma vez que, por meio de pesquisa, foi possível identificar que a companhia descarta copinhos suficientes para encher um estádio de futebol, três vezes por ano. “A Saint-Gobain Plásticos São Caetano do Sul destinava os copos sujos de café para o aterro, pois as empresas de reciclagem não possuem um processo de lavagem, elas reciclam apenas os materiais limpos, então, os materiais sujos acabam sendo destinados para aterro”, conta Larissa da Silva Gois, estagiária de Meio Ambiente da Saint-Gobain Plásticos São Caetano do Sul.

Os copos são coletados pela Dinâmica Ambiental, que dá o encaminhamento para que a reciclagem possa ser feita. Após o processo, são transformados em resina, que será utilizada para a fabricação de novos itens, como por exemplo, tampas para cosméticos e utensílios domésticos.

O  Programa de Reciclagem de Copos de Polipropileno (PP) faz parte da plataforma Wecycle, que foi criada com o objetivo de fomentar negócios que valorizem os resíduos plásticos ao longo de toda a cadeia produtiva, contribuindo com ações a favor da reciclagem, do pós-consumo e do meio ambiente. “Os resíduos de uma empresa são um dos maiores impactos causados ao meio ambiente. A reciclagem destes copos vai diminuir consideravelmente o impacto da Saint-Gobain Plásticos São Caetano do Sul em aterros sanitários, pois o plástico, quando descartado de maneira incorreta, se torna um grande problema para o meio ambiente”, diz Larissa.

Conscientização

Pesquisas mostram que os copos descartáveis de PP demandam 30% menos energia em seu ciclo de vida se comparado aos copos de vidro, além de proporcionar economia de água, por não ser necessária a lavagem após a utilização. A praticidade que o material oferece no dia-a-dia deve ser aliada ao consumo consciente que, entre outras coisas, passa pelo ato do descarte correto para que não haja agressão ao meio ambiente. “Essas informações mostram que os conceitos sobre o plástico ser vilão devem ser repensados, pois o maior problema é a sua destinação que, na maioria das vezes, é realizada de forma incorreta”, salienta Larissa, lembrando ainda que a reciclagem também poupa recursos naturais para a produção de novos produtos. “Isso diminui bastante a quantidade de matéria-prima que seria retirada da natureza, caso fosse utilizada matéria-prima nova. ”