Entenda a importância da economia circular

1.493 Visualizações

Modelo econômico que incentiva a preservação do meio ambiente e reciclagem de recursos como, por exemplo, embalagens plásticas. Por se tratar de uma proposta diferente, vem sendo adotado por empresas dos mais variados segmentos.

No mundo, mais de 2 bilhões de toneladas de lixo são produzidas todo ano, segundo dados da ONU (Organização das Nações Unidas). Buscando diminuir esse número e a fim de minimizar os impactos ambientais adversos da industrialização, algumas organizações estão buscando novas práticas para reutilização e reciclagem dos resíduos descartados. Dentre elas, a economia circular.

O que é economia circular?

Ao contrário da economia linear tradicional, que defende apenas a extração, transformação, utilização e descarte, esse novo conceito prioriza três etapas a mais: reduzir, reutilizar e reciclar. Tem como foco a sustentabilidade ambiental, que busca promover a recuperação dos materiais recicláveis, transformando resíduos em novos produtos.

Ideal para qualquer segmento, este modelo é aplicável para negócios de grande, médio ou pequeno porte. Este é um conceito globalmente aceito e cada vez mais recorrente nas organizações. Isso porque, a economia circular não se restringe apenas a reduzir os danos causados pela economia linear, mas também proporcionar uma mudança significativa do sistema.

Dentre os princípios da economia circular está a diferenciação entre os ciclos biológicos e técnicos. Seguindo a ordem, o primeiro prioriza alimentos e materiais biológicos a retornarem ao solo por meio da compostagem e digestão anaeróbica com a ajuda humana ou não. Já o segundo é o responsável por restaurar e reabilitar materiais que tardam para se decompor como por exemplo, o vidro, o metal e o plástico, por meio do reuso e a reciclagem. Este é considerado o mais significativo para a preservação ambiental.

Importância para a educação ambiental

Preservação do recurso natural

Para diminuir os danos ambientais provenientes da geração de resíduos, a economia circular defende a desmaterialização de serviços e mercadorias. Porém, quando necessário, a utilização desses meios, tem como iniciativa escolher tecnologias e processos que ajudam a aumentar a regeneração dos recursos utilizados.

Melhorar a produção

Em busca de manter o meio ambiente o mais preservado possível, empresas que adotam a economia circular, optam por minimizar o uso de recursos em seus processos produtivos. Utilizando esse novo modelo, é possível manter a velocidade dos circuitos, prolongar a vida útil de produtos através de sua reutilização ou reciclagem e minimizar a utilização de recursos naturais.

Implementação

Para que a economia circular funcione de forma mais eficaz, é importante o envolvimento e empenho não só das empresas que utilizam o modelo em seus processos produtivos, mas também de todas as pessoas envolvidas no ciclo de vida dos produtos, com ações de consumo consciente e descarte correto.

Países como a China, por exemplo, já adotaram a economia circular em suas indústrias e a incluíram na Lei de Promoção da Produção Limpa, implementada em 2002. Aqui no Brasil a Lei 12.305 – Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), em vigor desde 2010, defende a responsabilidade compartilhada no ciclo de vida dos produtos, a logística reversa e os acordos de setores.

Incentivo à economia circular

A fim de estimular o conceito de preservação e reciclagem na sociedade como um todo, é importante que organizações adotem medidas de conscientização para incentivar a educação ambiental. Dentre esses recursos estão a rotulagem ecológica de produtos, divulgação em massa de questões ambientais na mídia e comunicações em instituições públicas e privadas, a fim de familiarizar as pessoas com o tema.

Ainda pensando nesse conceito de um meio ambiente mais limpo e sustentável, a Braskem, maior produtora de resina plástica das Américas, tem adotado medidas mais sustentáveis em seus processos produtivos, incluindo a recuperação de produtos pós-consumo. Dentre os recursos utilizados, a empresa é responsável pela implantação de programas de logística reversa dos materiais e a economia circular.

Visando soluções para preservação do meio ambiente, a Braskem tem feito com que o plástico,que é um elemento utilizado em massa pela população, tenha seu ciclo de vida aumentado por meio de seus programas de incentivo. Um deles é o Programa de Logística Reversa de Copos Plásticos de Polipropileno (PP), que em parceria com Dinâmica Ambiental e apoio das empresas Jaguar Plásticos, Copobras e Altacoppo, estimula a destinação correta de copos descartáveis após o uso.

Para se juntar a grandes empresas que já aderiram ao programa e tornar sua organização mais sustentável clique aqui e conheça sobre o programa.