Como a economia circular pode ajudar no enfrentamento das mudanças climáticas?

304 views

A reciclagem, juntamente com o uso das energias renováveis, são ações alinhadas com os princípios da economia circular.

Recentemente, a Ellen MacArthur Foundation, em colaboração com a Material Economics, lançou uma publicação de 60 páginas (em inglês) intitulada Completando o Quadro: Como a Economia Circular Lida Com as Mudanças Climáticas.

Resumidamente, esta publicação nos mostra a necessidade de uma mudança na maneira como lidamos com os nossos resíduos, para combater as mudanças climáticas.

A adoção das energias renováveis – que são produzidas a partir de fontes naturais sem limites de esgotamento e que se reciclam permanentemente -, por exemplo, podem atender a 55% das emissões globais de gases do efeito estufa. Para alcançar as metas climáticas da ONU, o documento destaca a necessidade urgente de fazer algo pelos 45% restantes e sugere a economia circular como caminho para atingir esta meta, investindo na reciclagem de resíduos como aço, plástico, alumínio, cimento e alimentos.

A adoção de uma estrutura de economia circular nessas áreas poderia resultar em uma redução de 9,3 bilhões de toneladas de gases do efeito estufa até 2050. Seria como eliminar as emissões atuais de todas as formas de transporte de todo o planeta.

Importância da reciclagem

Uma das maneiras de contribuir para a economia circular, é ampliando a vida útil dos materiais, através da reciclagem, pois ao evitar a produção de novos produtos a partir de matéria-prima virgem, contribui-se com a redução das emissões de gases do efeito estufa.

No caso dos plásticos, por exemplo, a reciclagem de uma tonelada desse material ajuda a reduzir as emissões em 1,1 a 3,0 toneladas de CO2, em comparação com a produção da mesma tonelada de plásticos a partir de matéria-prima virgem.

O documento diz que, no caso dos plásticos, as taxas de reciclagem podem ser elevadas com a melhoria nos processos de coleta e classificação, bem como na redução da contaminação deste material.

Case de sucesso

Um dos exemplos mais bem sucedidos da reciclagem de resíduos complexos pelo alto volume e baixo peso,é o Programa de Reciclagem de Copos (PP), que propõe uma solução eficiente para a reciclagem dos copos descartáveis pós consumo. Nesta ação, os plásticos coletados são reintroduzidos na economia e ganham novas formas.

Este programa faz parte de uma iniciativa entre a Braskem e a Dinâmica Ambiental, que promove a importância do descarte correto e da reciclagem.

Qualquer empresa pode contribuir para evitar que este material seja descartado nos aterros. Para isso, basta entrar em contato com os representantes do programa e fazer a adesão! As empresas Altacoppo, Copobras e Jaguar Plásticos apoiam esta iniciativa e buscam orientar e incentivar organizações quanto ao descarte correto dos copos descartáveis!

O programa faz parte da plataforma Wecycle e tem como objetivo disseminar informações e boas práticas sustentáveis junto a companhias de diferentes perfis e setores da economia.