Cellera Farma adere ao Programa de Reciclagem de Copos de Polipropileno PP

133 Visualizações

Com trabalho focado à soluções inovadoras que gerem melhora na qualidade de vida, a empresa farmacêutica Cellera Farma reforça seu engajamento, participando do Programa de Reciclagem de Copos de Polipropileno (PP).

A ação, promovida pela Braskem (a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas) junto a empresa Dinâmica Ambiental (especialista em engenharia reversa e gestão de resíduos), tem como objetivo valorizar a reciclagem do plástico e toda sua cadeia produtiva.
A Cellera Farma, que tem como meta estar entre as 30 maiores empresas farmacêuticas do Brasil até 2022, aderiu ao programa em janeiro, o que somou à outras ações já feitas para reduzir o impacto ambiental de sua planta em Indaiatuba, no interior de São Paulo. Entre as iniciativas promovidas, está a reutilização de, aproximadamente, 1.200 m³ de água de reuso por ano em banheiros e jardins.
O coordenador de Segurança e Meio Ambiente da Cellera Farma, Fernando dos Anjos Candido, ressalta que a proposta trazida pelo Programa de Reciclagem de Copos de PP agrega, além de valor social, a redução de matéria prima para a fabricação de copos, poupando assim o meio ambiente. “(A iniciativa) Cria na população e indústrias a cultura de reutilizar. São ações simples que fazem grande diferença, principalmente em aterros que recebem este material”, pontua.

O apoio na transformação de novos produtos

Os copinhos coletados pelo Programa de Reciclagem de Copos de PP serão transformados em resina pós-consumo, que será utilizada para a fabricação de novos itens, como por exemplo, tampas para cosméticos e utensílios domésticos. Candido destaca que o ato da reutilização sempre será a melhor alternativa na questão ambiental. “Reduzimos a extração de matéria prima da natureza e criamos meios de retornar os consumíveis ao ponto inicial do processo, evitando destinação a aterros e/ou destruição que não favorece a reciclagem.”
Anterior a adesão ao programa, era esse o destino dos copos plásticos, situação que, agora, ficará no passado. “Com a chegada do projeto, esta prática não será mais realizada, ou seja, o resíduo outrora destinado a aterro hoje será base para novos produtos”, fala.

Estímulo para as empresas

Na visão de Candido, a reciclagem dos copos descartáveis de plástico soma-se a outras ações que devem ser executadas no setor da saúde para também contribuir com a área ambiental. “Projetos apoiados pelo governo de redução de consumo de recursos não renováveis, que implicam significativamente na sociedade; de redução do consumo excessivo de água; programas de reuso e energia limpa com custo competitivo são alguns exemplos”, lista.
O coordenador de Segurança e Meio Ambiente da Cellera Farma salienta que, com a preocupação acerca da preservação do meio ambiente estando cada vez maior, percebe-se atualmente uma busca mais intensa de profissionais pela redução de impactos ambientais. “Até porque, implica diretamente no custo do produto”, diz, fazendo uma ressalva. “Entretanto, a falta de apoio e custos altos inviabilizam alguns projetos”.
O Programa de Reciclagem de Copos de PP, porém, é projetado para facilitar a gestão sustentável, agregando, por essa razão, mais participantes. As empresas que aderem à iniciativa recebem orientação para organizar seus resíduos da melhor forma, com o estímulo do descarte em coletores exclusivos para receber os copos após o uso. Esses recipientes os acondicionam em maior quantidade do que uma lixeira comum (gastando, assim, menos sacos de lixo) e de forma organizada para serem destinados à reciclagem.
A equipe da Dinâmica Ambiental, então, faz a coleta dos copos de PP nas empresas que aderem ao programa e os encaminham para recicladoras parceiras Wecycle. “Além de criar uma cultura de uso consciente em todos os colaboradores, buscamos cada dia mais reduzir impactos à sociedade, sendo um exemplo a ser seguido por todas as empresas”, conclui Candido.