5 resíduos que sempre geram dúvidas na reciclagem

522 views

Existem alguns resíduos que fazem parte de nosso dia a dia, mas muita gente ainda não sabe como descartar. Confira alguns deles.

Quantas vezes você já não se perguntou se um determinado resíduo pode ou não ser enviado para a reciclagem?

Sabemos que plástico, papel, alumínio e vidro podem ser reciclados, mas existem alguns resíduos que não deixam claro qual a melhor forma de descarte. Confira quais são eles:

  • Embalagem de salgadinho

Apesar das inúmeras informações que se tem hoje, muitas pessoas ainda têm dúvidas se as embalagens metalizadas de salgadinho são realmente recicláveis. A resposta é sim, elas são recicláveis.

As embalagens metalizadas, assim como as transparentes, devem ser descartadas com os plásticos, já que são feitas com um tipo de plástico chamado BOPP (película de polipropileno biorientada). O que acaba acontecendo é que, por ser um material pouco valorizado no mercado da reciclagem, muitas vezes ele acaba sendo descartado no lixo comum.

No entanto, desde 2011 a empresa inglesa Enval investe na reciclagem do BOPP. Eles desenvolveram uma solução exclusiva para reciclagem desse tipo de plástico usando uma tecnologia de pirólise induzida por microondas. Com esta técnica, uma unidade da Enval pode chegar a produzir de 200 a 400 toneladas de alumínio por ano.

  • Caixa de Pizza

Qualquer tipo de papel ou papelão que esteja sujo ou engordurado não pode ser reciclado. E essa regra se aplica a embalagens de alimentos, inclusive as de pizza. Somente as partes onde não se contaminaram com gordura podem ser recicladas. Já as embalagens de pizza congeladas podem ser enviadas para a reciclagem juntamente com os papéis. 

  • Chapas de raio-x

Este material não deve ser descartado no lixo comum por conter componentes tóxicos como  amônia, além de metais pesados, como a prata. Por isso, o indicado é levar as chapas de raio-x para algum hospital ou centro de saúde, onde geralmente há coletores específicos para isso.

Além de recicláveis, as chapas de raio-x são valiosas. Por terem como componente principal o nitrato de prata, empresas especializadas conseguem extrair este elemento e torná-lo comercial para confecção de joias. Já o plástico da chapa também é reciclável e pode ser utilizado na confecção de embalagens e outros produtos.

  • Comprovante de compra do cartão

Toda vez que compramos algo no cartão, sempre perguntam se desejamos ou não a nossa via. Neste caso, recusar é sempre a melhor solução, já que este tipo de papel, com impressão feita por aquecimento, apresenta em sua composição o bisfenol-A (BPA), uma substância nociva à saúde. Apesar de os papéis termo sensíveis serem recicláveis, o bisfenol coloca o processo em risco, já ocorreria a liberação desta substância durante a reciclagem.

  • Copo plástico descartável

Muitas pessoas vêm deixando de usar o copo descartável, como forma de reduzir a geração de descartáveis e consequentemente o seu impacto no meio ambiente. Porém, este material é indispensável em alguns lugares, já que o seu uso evita a contaminação e a propagação de doenças. Além disso, o copo plástico, principalmente o de polipropileno (PP) tem ótima aceitação no processo de reciclagem, por isso, cabe aos consumidores fazerem o seu descarte adequado. As empresas que desejam dar um destino adequado aos copos gerados em suas unidades, podem fazê-lo através do Programa de Logística Reversa de Copos de Polipropileno (PP), uma iniciativa da Braskem em parceria com a Dinâmica Ambiental, que é a responsável por coletar os copos de polipropileno nas empresas e os encaminhar para a triagem e reciclagem.

Esse material é transformado em resina pós-consumo, que pode ser empregada na fabricação de novos produtos, como tampas para cosméticos, utensílios domésticos, entre outros.