ONU anuncia rascunho dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

335 views
Planeta
Foto: lwr

A ONU lançou esta semana uma projeção de dez metas mundiais que pretendem alcançar mudanças nas políticas públicas e privadas a partir de 2015, prazo combinado pela comissão da ODM (Objetivos do Desenvolvimento do Milênio). O esboço é resultado da Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável (SDSN), painel da ONU discutido na Rio+20, evento sobre desenvolvimento sustentável realizado em 2012.

A comissão formada por líderes ambientais mundiais, incluindo o Brasil, aponta neste plano os objetivos ligados à erradicação ou diminuição de problemas mundiais relacionados à pobreza, acesso a educação, saúde, sustentabilidade, entre outros. O projeto é importante para nortear a estrutura das políticas de cada país membro da ONU que visa melhorias para a sociedade.

O primeiro trabalho da comissão foi elencar as questões a fim de serem trabalhadas pelos países integrantes dos planos de mudanças das políticas públicas e privadas das Nações Unidas:

Educação
Foto: sesi-sp

1. Fim da pobreza extrema e da fome;

2. Alcançar o desenvolvimento global;

3. Garantir aprendizado eficaz às crianças e jovens;

4. Alcançar a igualdade de gênero, inclusão social e desenvolvimento humano;

5. Garantir o bem-estar e saúde em todas as idades;

6. Melhorar os sistemas agrícolas e aumentar a prosperidade rural;

7. Capacitar as cidades, tornando-as inclusivas, produtivas e resistentes;

8. Frear as mudanças climáticas e garantir energia limpa a todos;

9. Assegurar serviços ecossistêmicos seguros, biodiversidade e bom gerenciamento dos recursos naturais, e;

10. Transformar a governança em desenvolvimento sustentável.

No Brasil

pobreza
Foto: mclxi

O trabalho baseado na PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) estabelece metas a partir do breve estudo realizado pela organização, baseado nas condições atuais do país. Em relação ao primeiro item – erradicação da pobreza –, o Brasil revelou em uma pesquisa que 8,9 milhões de brasileiros tinham renda inferior a US$ 1,25 por dia até 2008. Para ter uma noção do que este número representa, o número de pessoas vivendo em extrema pobreza era quase um quinto do observado no ano de 1990.

Para mensurar o progresso educacional do país, a ONU se baseou no relatório específico que acompanha estes números e constatou que em 2008 95,1% dos meninos e meninas que moram nas cidades já frequentam a escola. E 94,9% das crianças e jovens entre 7 e 14 anos já estão matriculados no ensino fundamental. Mas ainda não é o suficiente, pois o percentual de crianças da região nordeste do país não atingiu este mesmo progresso.

Em relação ao desenvolvimento sustentável e as metas para a diminuição do consumo de gases-estufa e desmatamento, a ONU constatou que o Brasil reduziu significativamente estes índices. Embora estas questões tenham resultados positivos, outros problemas como o acesso à água potável, moradia e saneamento básico precisam ser adotados como prioridade pelo país.

Acesse a Agenda de Ação para o Desenvolvimento Sustentável da Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (UNSDSN) e saiba mais sobre as metas para 2015.