Hering e a moda sustentável

361 views

Grande marca do varejo entrega qualidade, estilo e sustentabilidade.

Famosa marca brasileira especializada em vestuário, a Companhia Hering, também conhecida como Hering, tem 142 anos de história. Criada em Blumenau, por Hermann Hering e Bruno Hering, a empresa abrange também as marcas Hering Kids (com 75 lojas no país) de moda infantil, e a Dzarm (com 3 lojas no país).

Sinônimo de conforto e qualidade, ela foi a primeira empresa têxtil a exportar seus produtos. Atualmente, existem cerca de 681 lojas espalhadas pelo país e 20 no exterior. A Hering, com suas inovações constantes, marcantes lançamentos, criativos slogans, preços acessíveis, dentre outros fatores, acabou se tornando referência e a preferência de milhares de consumidores na hora de comprar roupas para o dia a dia.

Preocupação com o meio ambiente

Por ser uma marca com muitas lojas e grande produção de roupas, a Hering não deixou a causa sustentável de lado.

É compromisso da marca:

Fazer escolhas pautadas pela ecoeficiência e que promovam a economia circular: a ecoeficiência é colocada em prática através de ações pautadas no uso responsável de recursos naturais e na otimização e circularidade das matérias-primas e produtos, efetivando uma cultura organizacional que aplica a responsabilidade ambiental em suas decisões de negócio. Investem em tecnologias, aplicadas a processos, máquinas e produtos com o objetivo de reduzir e/ou eliminar impactos ambientais.

Consumir água de forma responsável: repensar, reduzir e reutilizar este recurso natural. Pensando nisso, a Hering definiu uma meta de redução de consumo de água nos processos de produção em 25% até 2022. A camiseta Body Size, conhecida no Brasil como o modelo Corpo BR, produzida no tamanho final sem a costura na lateral, é um exemplo de produto que, além do menor consumo de água, possui menores impactos de emissão de GEE, geração de resíduos e consumo de energia elétrica.

Camiseta Corpo BR (Body Size)
Foto: Hering

Gerir de maneira adequada resíduos e sobras: para potencializar a circularidade do produto e o valor para o negócio e rede. Promovem a gestão de produtos químicos responsável, a fim de garantir a segurança nos processos produtivos, bem como assegurar mínimo impacto ambiental.

Priorizar uma matriz energética com fontes sustentáveis: além de investir em mecanismos e processos de mapeamento e neutralização dos impactos causados pelo nosso negócio em relação a efluentes e gases de efeito estufa (GEE), buscando soluções alternativas.

A marca tem uma agenda de gestão ambiental compartilhada com os diversos acionistas e áreas do negócio, como estilo e inovação, para impulsionar a criação de produtos com atributos sustentáveis, buscando menor impacto ambiental na produção, consumo e pós consumo.

Este crescimento está alinhado a escolhas de matérias-primas como o algodão certificado e o algodão orgânico, que além do menor impacto no seu processo de cultivo e produção, trazem benefícios ambientais para o pós consumo de produtos 100% algodão, pela não geração de micro plástico (em lavagens, por exemplo) e possuem maior reciclabilidade comparado a peças com fibras misturadas, contribuindo para a circularidade do produto. Em média, 43% da produção e malhas usadas nos produtos de cada coleção é 100% algodão.

Nos números

Segundo o relatório anual da empresa, em 2020:

– Foi evitado o consumo de 23,3 mil m³ de água;
– Não foi gerado 150 toneladas de CO2;
– Economia de energia equivalente a 1.072 árvores;
– Não foi gerada malha extra para 1.010.940 camisetas.

Na prática

– 100% de fornecedores nacionais de produto acabado certificados pela abvtex (Associação Brasileira do Varejo Têxtil);
– Código de conduta e canal de ética para fornecedores;
– 40% menos água e 50% menos químicos em processos de tingimento de malha;
– Premiação de fornecedores com as melhores práticas de gestão sustentável;
– Mais de 80 toneladas de sobras de malha ressignificadas em novas peças;
– 100% de água usada no processo de tingimento ou estamparia nas unidades é tratada com tecnologia de ozônio, que reduz 70% o resíduo do processo;
– 89% da matriz energética é proveniente de energia renovável, captada de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs);
– 4,2 milhões de metros quadrados de floresta preservada mantida em Blumenau – SC;
– Projeto trama afetiva, conduzido pela Fundação Hering, para repensar a moda e seus impactos.

A marca almeja crescer a matriz de produtos com menor impacto ambiental até o final de 2022.

Tão importante quanto uma marca estar de olho na sustentabilidade é nós mesmos ficarmos atentos aos nossos hábitos de consumo e comprar somente o que for necessário.

***

Tem interesse em saber mais sobre meio ambiente e sustentabilidade? Conheça também o podcast do Pensamento Verde e ouça bate-papos com profissionais especialistas no tema.

Fontes: IBND | Hering | Cia Hering