Goiás cria programa para incentivar uso de energia solar

431 views
© Depositphotos.com / Goodluz Meta é que energia renovável chegue a 10 mil residências até 2018.

Em crescente expansão, a energia solar vem caminhando a passos largos no Brasil, trazendo com ela diversos benefícios ambientais e econômicos. Com esse avanço significativo, o país se estabeleceu como quinto maior produtor de energia solar no mundo.

Tentando manter essas expectativas e se tornar referência nacional em geração e consumo desse tipo de energia, o governo no estado de Goiás criou o Programa Goiás Solar, que tem como objetivo assegurar um futuro muito melhor e maior qualidade de vida para a população.

A iniciativa que está sendo realizada por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima), possui cinco eixos de atuação e já está com a maioria de suas ações em andamento ou em fase de implementação.

De acordo com release oficial, o governador Marconi Perillo disse durante o lançamento do programa: “Eu me empolgo cada vez mais com essas responsabilidades, na contramão do que está fazendo o (Donald) Trump, no sentido de efetivamente valorizarmos as políticas voltadas à redução dos efeitos tão danosos ao meio ambiente, como efeito estufa e aquecimento global. Nós aqui em Goiás estamos trabalhando firmemente para buscar essas alternativas que possam garantir uma qualidade de vida melhor às gerações de hoje é às gerações do futuro.”

O estado, que já é um grande produtor de energia limpa, tem como meta, segundo o secretário da Secima, Vilmar Rocha, chegar até 2018 a 10 mil residências e 1 mil instalações comerciais e industriais.

Economia anual a partir do uso de fonte renovável

Para o diretor da Solbras Sinergia, o programa poderá em breve ser ampliado para todo o estado e atingir todas as empresas goianas. Ele ainda explica: ”Estamos diante de um projeto que é completo em sustentabilidade, ecologicamente correto e socialmente justo. Então, é muito bem-vindo o Programa Goiás Solar. Trata-se de um programa que permitirá ao Governo Estadual se tornar totalmente autossuficiente em energia solar”.

Além de ser uma grande oportunidade de o estado se tornar ainda mais sustentável e colaborar com a redução dos gases de efeito estufa existentes na atmosfera, essas ações podem trazer para Goiás uma economia anual de aproximadamente R$ 24 milhões a partir do uso dessa fonte renovável.

Incentivo à energia solar

A empresa Goiás Fomento viu diante desse programa uma grande chance de gerar mais empregos e renda, além de colaborar com a sustentabilidade do Estado. Desta forma, o presidente Henrique Tibúrcio, decidiu ampliar sua linha de financiamento para empresas de energia solar fotovoltaica de R$ 50 mil para R$ 200 mil.

Ele ainda acrescenta: “A Goiás Fomento viu que, com essa linha de crédito, nós teríamos um projeto que toda instituição financeira quer financiar, pois se trata de uma economia visível, com inadimplência muito baixa. É algo palpável. Portanto, a Goiás Fomento teve todo interesse em aprovar o mais rápido possível essa ampliação no limite de crédito. Como já dito aqui, a Energia Solar é uma tecnologia que precisa ser disseminada para toda a sociedade.”

Ações do Programa Goiás Solar

Valorizando essas fontes renováveis em prol do crescimento sustentável, economia, geração de empregos, preservação ambiental e aumento da produtividade, o programa tem três ações que são consideradas as principais para o desenvolvimento e crescimento do Goiás Solar:

• Elaboração de uma linha de crédito (FCO SOL);
• Facilidade de licenciamento ambiental para novas empresas de energia solar fotovoltaica;
• Inserção de placas para geração de energia solar nas casas de habitação social (Agehab).

Além disso, o programa visa conscientizar as pessoas sobre os diversos benefícios e vantagens desse tipo de energia e ainda promover cursos de capacitação e formação de profissionais para operar em todas as etapas da cadeira produtiva da energia solar.