Entenda o conceito de vantagem competitiva sustentável e como criar uma

7.843 Visualizações
Petmal / iStock / Getty Images Plus A competitividade sustentável contribui positivamente para a redução dos impactos ambientais no meio ambiente.

A vantagem competitiva sustentável é um eficiente plano para que as empresas conquistem clientes por meio de diferenciais em seus serviços. É desta forma que muitas empresas estão conseguindo driblar a crise, levando em consideração que os consumidores tendem a preferir fazer negócios com empresas que se destacam em meio à concorrência.

Como alcançar vantagem competitiva?

Uma das formas mais eficientes de alcançar a vantagem competitiva é por meio de ações sustentáveis. Uma empresa verdadeiramente sustentável é aquela que consegue se desenvolver e dar continuidade às suas atividades sem provocar danos ambientais e sociais, agindo de maneira ética e transparente com fornecedores, parceiros e clientes.

Para ser sustentável e alcançar vantagem competitiva, portanto, uma empresa precisa ir muito além de encaminhar seu lixo para a reciclagem e incentivar a economia de copos plásticos: é preciso que seu crescimento e suas ações sejam planejadas de maneira a respeitar o meio ambiente, os colaboradores e a sociedade como um todo.

Vantagem competitiva e sustentabilidade

Alcançar a vantagem competitiva de maneira sustentável é uma tarefa que exige planejamento e ética por parte dos gestores. Isso porque a sustentabilidade empresarial está pautada em três pilares fundamentais: desenvolvimento social, desenvolvimento ambiental e desenvolvimento econômico. Em outras palavras, uma organização sustentável é aquela capaz de obter lucro causando o mínimo impacto ambiental e contribuindo para a comunidade.

Algumas das principais práticas sustentáveis que podem ser adotadas por empresas que desejam alcançar vantagem competitiva são:

  • Uso consciente de água e demais recursos (eletricidade, papel e copos plásticos);
  • Incentivo ao uso de materiais recicláveis e reciclados;
  • Respeito às leis ambientais, trabalhistas e do consumidor;
  • Utilização de sistemas de logística reversa, evitando o descarte incorreto de produtos no meio ambiente;
  • Redução da geração de lixo em seus processos produtivos;
  • Oferecimento de orientação ao consumidor, especialmente no que diz respeito ao descarte correto das embalagens;
  • Apoio a projetos de desenvolvimento social e de preservação ambiental.