Americanos enviam máquina recicladora de plástico para o espaço

86 Visualizações

Equipamento transformará lixo da estação espacial em matéria-prima para impressão 3D

A empresa californiana Made In Space lançará uma recicladora de plástico, a Plastic Recycler, a bordo da sonda robótica Cygnus, da Northrop Grumman. O projeto está em desenvolvimento desde 2017 em parceria com a Braskem, a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, com sede no Brasil.

A Made In Space lançou pela primeira vez uma impressora 3D para a Estação Espacial Internacional (ISS) em 2014, como parte de uma parceria com a NASA. A agência espacial agora está encarregada dessa máquina pioneira, que será lançada no início de novembro.

A recicladora será utilizada para processar resíduos plásticos transformando-os em matéria-prima que será utilizada na impressora 3D AMF (Made In Space Additive Manufacturing Facility). A máquina ajudará a reduzir o lixo da estação, além de reduzir a quantidade de material a ser enviado da superfície terrestre para o espaço.

De acordo com a empresa, a Plastic Recycler completará o ciclo de vida da sustentabilidade plástica em órbita, fornecendo aos astronautas a capacidade de dar um destino mais sustentável às embalagens plásticas no próprio espaço, utilizando o resíduo para fazer objetos úteis ao invés de descartá-los.

A invenção melhorará a autonomia e a sustentabilidade de missões espaciais de longa duração, além de ajudar a reduzir o custo e o peso das cargas transportadas da Terra.

A parceria entre a Made In Space e a Braskem utilizará o Green Plastic, uma resina de base biológica feita de cana de açúcar, para a impressão de ferramentas e peças de reposição por astronautas. O polietileno GreenTM é produzido a partir da cana-de-açúcar, uma matéria-prima sustentável e renovável.

Plataforma Wecycle

Aqui na Terra, a Braskem também desenvolve iniciativas de reciclagem e incentiva a reutilização de plástico por meio da plataforma Wecycle, criada para promover o desenvolvimento de negócios que agregam valor aos resíduos plásticos pós-consumo. Uma delas é a reciclagem de copos descartáveis, em parceria com a empresa Dinâmica Ambiental na execução do Programa de Logística Reversa de Copos Plásticos de Polipropileno (PP). O objetivo do projeto é orientar e incentivar organizações a instituírem melhores práticas para o destino correto de copos plásticos após o seu uso.

O programa consiste em coletar e dar um destino adequado aos copos plásticos utilizados nas empresas. Até o momento, esta iniciativa contribuiu para que mais de 10 milhões de copos fossem transformados em resina pós-consumo, empregada na fabricação de novos produtos, como tampas para cosméticos, utensílios domésticos, entre outros.

O programa conta com o apoio de empresas engajadas na preservação ambiental, como Altacoppo, Copobras e Jaguar Plásticos.

Foto: Divulgação