Saiba como vivem os índios da Amazônia

12.409 Visualizações
Índios
Foto: 54657646@N06

Dados do Censo de 2010*, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que em todo território nacional apenas 0,49% da população é indígena, o que corresponde a cerca de 870 mil pessoas.

É na Amazônia que se concentra a maior população indígena com cultura preservada, com 310 mil pessoas vivendo em tribos, sem contar as etnias que ainda são desconhecidas.

A Fundação Nacional do Índio (FUNAI) acredita que existam 77 grupos de índios totalmente isolados na floresta amazônica, destes, 32 já foram confirmados. Os maiores grupos de índios da Amazônia são os Guaranis, Xerentes, Amawákas, Anambés, Kambebas e os Aruá. No entanto, há mais de 200 diferentes etnias espalhadas por todo o Brasil.

Mesmo diante de muitos avanços tecnológicos, os índios da Amazônia procuram manter a sua cultura, vivendo em integração com a natureza e resguardando sua hierarquia e rotina. Suas crenças e seus ritos também são intimamente ligados aos elementos naturais.

Os indígenas que vivem na floresta amazônica, em sua maioria, dormem em redes dentro de enormes ocas comunitárias e, como seus antecedentes, caçam, pescam, cultivam seus próprios alimentos e falam suas línguas nativas. Mesmo escolhendo viver em aldeias na mata, boa parte dos índios conhecem outras culturas e são fluentes em português.

Segundo o IBGE, os índios da Amazônia possuem melhor qualidade de vida do que as etnias indígenas que vivem em cidades ou em integração com o meio urbano.

Povos indígenas desconhecidos

Pouco se sabe sobre como vivem os índios das etnias que não mantêm relações com o homem urbanizado. Analisando raras imagens produzidas pela FUNAI, pesquisadores puderam concluir que estes índios andam nus, produzem seus próprios alimentos, fabricam suas ferramentas e falam línguas ainda não identificadas. No entanto, nada foi descoberto sobre seus rituais, crenças e rotina.

índio
Foto: 54657646@N06

Esses povos evitam o contato com outros grupos e fazem questão de deixar isso claro: investem contra tentativas de aproximação escondendo-se na mata ou disparando flechas. Provavelmente, em algum momento estes índios já se confrontaram com fazendeiros e posseiros que tentaram expulsá-los de suas terras, como relatam sobreviventes de outras tribos, que também já foram desconhecidas.

A FUNAI realiza um trabalho constante de proteção e identificação desses pequenos grupos que vivem principalmente em Rondônia, Mato Grosso e Maranhão. Segundo a fundação, a demarcação das terras indígenas é a única maneira de preservar a integridade física e cultura dessas etnias.

* Esta pesquisa é realizada a cada dez anos.