Como ficariam os continentes se todo o gelo do mundo derretesse?

976 views

Se todo o gelo do mundo derretesse o que poderia acontecer com toda a extensão territorial do Planeta Terra? Qual seria a forma dos continentes existentes? Foi através desses questionamentos que os cientistas americanos, liderados por Jason Treat e Matthew Twombly, elaboraram estudos científicos publicados em forma de gráfico na revista National Geografic. O estudo mostrou a situação hipotética de qual estado geológico se encontraria cada região do mundo.

Segundo os autores, já existem mais de cinco milhões de metros cúbicos de gelo no planeta. Para cobrir a terra de água proveniente de todo esse gelo derretido, seriam necessários ainda mais cinco mil anos para o fato ocorrer. Este fenômeno pode acontecer devido às emissões de carbono na atmosfera terrestre, as quais elevam a temperatura da terra e derretem a geleira. Veja o que pode acontecer com cada continente caso os níveis dos oceanos aumentem gradativamente por conta do derretimento das geleiras.

Ásia

Makong, o maior rio do mundo com 135 quilômetros de comprimento, localizado no sudeste asiático, teria níveis elevados a ponto de encobrir as montanhas do Camboja, tornando-se apenas ilhas. Além disso, o aumento do nível do oceano Índico e Pacífico inundaria a população de 160 milhões em Bangladesh e ainda grande parte da costa da Índia.

National Geografic Ásia.

Antártida ocidental

Desde 1992, existe uma perda de 65 milhões de metros cúbicos de gelo na região a cada ano. De acordo com o grupo, o oeste da Antártida será como a região da Groenlândia, muito menor em períodos quentes, além de ser vulnerável ao aumento do nível do mar.

Antártida Oriental

A camada de gelo pertencente a esta região possui quatro quintos de todo o gelo da Terra. Esta camada ainda sobreviveu intacta a períodos quente anteriores e ultimamente parece ainda engrossar devido ao vapor de água que gera gotas as quais caem como neve no leste do continente. Entretanto, eles acreditam que a região não escapa do intenso derretimento.

National Geografic Antártida.

Austrália

O território australiano, onde hoje existe deserto, ganharia um mar interior e perderia a faixa costeira onde vivem atualmente boa parte da população australiana.

National Geografic Austrália.

Europa

Londres e Veneza (Itália) provavelmente seriam engolidas pelo Mar Adriático, o qual teria seus níveis de água elevados. A Holanda há tempos estaria totalmente submersa e o aumento do nível do Mar Mediterrâneo consequentemente aumentaria o Mar Negro e o Mar Cáspio.

National Geografic Europa.

América do Sul e Central

A Bacia Amazônica, localizada ao norte e ao sul do rio Paraguai se tornaria uma entrada para o Atlântico submergindo a costa do Uruguai, Buenos Aires e boa parte do território do Paraguai. Apenas montanhas iriam sobreviver ao longo da América Central e costa do Caribe.

National Geografic América do Sul e Central.

América do Norte

Se as geleiras derretessem, toda a costa atlântica desapareceria, assim como toda a Flórida e Costa do Golfo. As colinas de São Francisco na Califórnia se tornariam ilhas e o Vale Central uma grande baía. A região do Golfo da Califórnia se estenderia para o norte após a latitude de San Diego.

National Geografic América do Norte.

África

Em uma comparação feita com outros continentes, os pesquisadores afirmam que o território africano perderia menos terra para as águas derretidas das geleiras. O Egito, por exemplo, Alexandria e Cairo seriam inundados pelo aumento do nível do Mediterrâneo. Entretanto, a região seria assolada pelo forte calor.

National Geografic África.