Plástico é vilão? Não é bem assim…

305 views

O plástico é frequentemente considerado um material que precisa ser erradicado. Não há dúvida de que a maneira como usamos o plástico e nossa compreensão dele como um recurso tem que mudar drasticamente. Sim, há muito material virgem sendo produzido e muitos recursos naturais são usados ​​no processo. Combine isso com a maneira como o consumidor médio usa e descarta o plástico e não teremos muitas surpresas do porquê o esse resíduo é tão mal visto.

Ironicamente, o plástico foi inventado para resolver problemas ambientais – para reduzir a caça ao marfim, por exemplo, e fornecer bainhas para a fiação elétrica. E continua sendo um recurso extraordinário – se pudermos aumentar a conscientização sobre o potencial de usar o que já existe.

Plástico é um material ideal para aplicações de longo prazo. Como um material puro, pode continuar a ser reutilizado, reciclado e remanufaturado. Mas, para fazer isso, precisamos mudar nosso pensamento em escala.

O plástico não é apenas lixo: ele pode realmente ser um motor para transformar as relações regionais e inspirar verdadeiras colaborações baseadas nos princípios da economia circular. Ou seja, ele em si não é nenhum vilão. O ponto é a forma como nós utilizamos este recurso.

O incentivo e a adoção de medidas que estimulem o desenvolvimento da economia circular para esse tipo de resíduo reduzir a quantidade de material virgem produzido e que acaba em aterros ou oceanos. Do ponto de vista econômico, estimula a abertura de novos postos de trabalho e ajuda a educar as comunidades sobre a importância do consumo consciente.

A oportunidade está aí; só temos que olhar por uma lente diferente

É o que faz a Braskem, por exemplo, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, que tem seu objetivo de negócio atrelado ao desenvolvimento sustentável e à economia circular. E uma de suas iniciativas mais transformadoras nesse sentido é o Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis, feito em parceria com a Dinâmica Ambiental e apoio das empresas Copobras, Altacoppo, Unigel e Innova.

O programa busca promover negócios e iniciativas para a valorização de resíduos plásticos por meio de parcerias que envolvam a reciclagem deste material tão utilizado em empresas e estabelecimentos comerciais.

Como funciona?

Os copos descartáveis são coletados pela equipe da Dinâmica Ambiental nas empresas participantes e encaminhados para triagem e reciclagem. Lá, eles serão transformados em resina pós-consumo para a fabricação de novos produtos, como tampas para cosméticos e utensílios domésticos.

Como a conscientização é um dos pilares que sustenta a economia circular, os colaboradores recebem treinamentos periódicos sobre descarte e gestão de recursos. Além disso, a empresa ganha espaço no Pensamento Verde, um dos maiores portais sobre sustentabilidade.

Quer entrar nessa também?

Entre em contato pelo telefone (11) 4056-3365 ou e-mail e venha com a Dinâmica Ambiental! Podemos fazer muito!

Fontes: Green Aliance Blog | Word Economic Forum