Braskem e Valoren inauguram primeira planta de reciclagem mecânica

150 views

A Braskem, líder de mercado e pioneira na produção de biopolímeros em escala industrial, inaugurou sua primeira planta de reciclagem mecânica do Brasil, em parceria com a Valoren, empresa desenvolvedora de tecnologia e gestora de resíduos para transformação em produtos reciclados. O evento de inauguração ocorreu na própria fábrica, em Indaiatuba, no início de março.

Com um investimento de R$67 milhões, é esperado que a unidade transforme, anualmente, 250 milhões de embalagens pós-consumo feitas de polietileno e polipropileno – que estão presentes em produtos de limpeza, higiene pessoal, cosméticos e alimentos, por exemplo – em 14 mil toneladas de resina reciclada com alta qualidade. Estas resinas, por sua vez, passarão a ser reutilizadas como matéria-prima para a indústria de transformação.

Um dos destaques do projeto é o seu arranjo inédito, com uma linha de reciclagem formada por um complexo modular em que os resíduos plásticos passam pelas etapas de moagem, lavagem, extrusão e homogeneização. Além disso, o maquinário conta com tecnologia europeia de ponta, que é complementada por equipamentos nacionais.

Outros diferenciais da fábrica são: linha de lavagem de alto desempenho, com selecionador ótico para remoção de contaminantes por coloração e por tipo de material; silos homogeneizadores; sistemas de dosagem de aditivos e insumos de alta precisão; e, módulo para eliminação de odor e de filtração de polímero de alto desempenho, o que contribuirá para a qualidade do plástico PCR (Pós-consumo reciclado) final.

“Na Braskem, temos a missão de melhorar a vida das pessoas criando soluções sustentáveis da química e do plástico. A inauguração desta planta representa parte da materialização desse propósito. Estamos construindo uma solução que vai agregar valor para os resíduos plásticos, que muitas vezes terminam sendo desviados do sistema de coleta para o meio ambiente, oceanos e rios. A matéria-prima reciclada será utilizada na fabricação de produtos sustentáveis, estimulando a economia circular”, afirmou Edison Terra, vice-presidente de Olefinas e Poliolefinas da Braskem na América do Sul.

Rumo às metas de sustentabilidade

Em fevereiro, a Braskem anunciou um aporte de R$130 milhões em três projetos voltados à economia circular, incluindo a planta de reciclagem mecânica inaugurada recentemente. Além desta iniciativa, haverá a construção de um Centro de Desenvolvimento de Embalagens para Economia Circular e a inauguração da primeira planta de reciclagem avançada no Brasil, também com tecnologia desenvolvida pela Valoren.

Vale destacar que a Braskem também tem outras iniciativas bem consolidadas de sustentabilidade como o Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis, realizado em parceria com a Dinâmica Ambiental e com apoio das empresas Copobras, Altacoppo, Unigel e Innova.

A ação incentiva organizações a destinarem corretamente os copos plásticos após o uso, além de também disseminar informações e boas práticas sustentáveis junto aos seus colaboradores. Esses resíduos são coletados pela equipe da Dinâmica Ambiental e transformados em resina pós-consumo, podendo ser aplicado nos segmentos de tampas de cosméticos e produtos de limpeza, utilidades para o lar, na indústria automotiva ou moveleira e na fabricação de eletrodomésticos e bicicletas.

Entre em contato para fazer parte desta corrente de preservação do meio ambiente!

Fontes: Braskem | Embalagem Marca | Jornal Dia Dia