Pesquisa revela que crianças têm a mesma probabilidade que os adultos de disseminar a Covid-19

51 views

Um estudo constatou que crianças menores de 5 anos apresentam maior carga viral da doença do que pessoas mais velhas, o que pode sugerir que eles apresentam maior risco de transmissão.

Um estudo realizado pelo Hospital Infantil Ann & Robert H. Lurie, em Chicago, identificou que crianças menores de 5 anos com COVID-19 (mesmo que de forma leve a moderada) apresentam maiores níveis de material genético para o vírus, em comparação com crianças maiores e adultos. A capacidade de crianças mais novas transmitir a COVID-19 pode ter sido sub-reconhecida, por conta do súbito fechamento das escolas e creches durante a pandemia.

Os pesquisadores analisaram 145 casos de COVID-19 leve a moderada na primeira semana do início dos sintomas. Eles compararam a carga viral em três faixas etárias: crianças menores de 5 anos, de 5 a 17 anos e adultos de 18 a 65 anos. “Descobrimos que crianças menores de 5 anos com COVID-19 têm uma carga viral maior do que crianças e adultos mais velhos, o que pode sugerir maior transmissão, como vemos no Vírus Sincicial Respiratório (VSR)“, diz o principal autor Taylor Heald-Sargent, MD, PhD, especialista em doenças infecciosas pediátricas na Lurie Children e professor assistente de pediatria na Northwestern University Feinberg School of Medicine. “Isso tem implicações importantes na saúde pública, especialmente durante as discussões sobre a segurança da reabertura de escolas e creches“, completa.

Um outro estudo realizado na Coreia do Sul, confirmou ainda mais a hipótese apresentada pelo hospital infantil de Chicago. Neste caso, os pesquisadores não só descobriram que a adoção de medidas de proteção individual, como máscaras e distanciamento social, reduzem a probabilidade de transmissão, como também descobriram que a taxa de transmissão para crianças com 10 anos ou mais pode ser tão alta quanto nos adultos.

Reabrir as escolas pode ser um risco

Estas pesquisas deixam claro que a volta das crianças às escolas neste momento, pode ser muito arriscada. Crianças não têm autocontrole como os adultos, além disso, elas são curiosas e adoram explorar o mundo com as mãos que, inevitavelmente vão parar na boca, olhos e nariz.

Por este motivo, a proteção às crianças é tão importante quanto nos adultos. As crianças devem manter o distanciamento e também usar máscara (acima de dois anos de idade já devem usar). Lavar as mãos com frequência é outra orientação bastante importante. Criar esses hábitos em casa pode ajudar muito na proteção dos pequenos quando eles estiverem em locais públicos ou em contato com outras pessoas.