Especial Beleza Sustentável: O Salão

1.743 Visualizações

Entrevistamos Chi Yen e Douglas Andrade do “O Salão” e descobrimos mais sobre a consciência ambiental nos processos de beleza. Veja!

Beleza, sustentabilidade e exclusividade em um só espaço!

A beleza nos dias atuais integra ao conceito sustentável, o qual valoriza e cuida do meio ambiente, beneficiando também, os cuidados naturais em homens e mulheres. As atitudes são práticas e entram em nossa rotina de modo que começamos a agir diferente, seja na nossa casa ou no ambiente de trabalho. O Programa Beleza Verde é a certeza de que a natureza é respeitada ao fazermos uso de produtos naturais e reciclagem correta de resíduos, cooperando com o meio ambiente.

Pensamento Verde: Como surgiu a ideia de montar um salão de beleza?

Douglas: Sou cabelereiro desde os 18 anos e sempre trabalhei em grandes salões. Pensei em um espaço com o conceito de atendimento e nos valores que acredito. Um espaço mais próximo e acolhedor, minimalista e que entenda as necessidades dos clientes.

Pensamento Verde: Como foi a criação da marca?

Douglas: Queria um nome fácil e em português, que transmitisse a ideia de ser exatamente o que queríamos ser.

Pensamento Verde: E a escolha dos seus produtos e serviços?

Douglas: A maioria dos serviços que oferecemos são os mesmos existentes em outros salões.

Buscamos uma marca de produtos mais natural e que tenha tudo o que precisamos, como produtos de tratamento, shampoo e condicionador. Uma marca que tenha resultados, eficiência e tecnologia também.

Pensamento Verde: Onde está o coração do salão? Aquele diferencial especial O Salão?

Douglas: Somos um salão privativo em um prédio comercial. Queremos que os clientes cheguem e fiquem à vontade como se estivessem em casa. Temos um atendimento mais próximo e intimista.

Pensamento Verde: Vimos que vocês são especializados em vários procedimentos, muito legal e importante para a beleza. Pode contar para nós sobre suas especialidades, cursos etc?

Douglas: Fazemos cursos nos centros técnicos das marcas que trabalhamos e estamos sempre reciclando e atualizando o que aprendemos. Acompanhamos e tentamos identificar as tendências e novidades nesse mundo globalizado.

Não gosto de dizer que tenho uma especialidade. Gosto da beleza o mais natural possível e essa seria a minha especialidade. Possuo um olhar natural, que valoriza o que a cliente tem sem precisar forçar uma característica imposta. Nossas redes sociais mostram esse nosso olhar, porque gostamos de retratar a realidade.

Chi Yen: Eu cuido da área administrativa e financeira. No dia a dia faço o atendimento dos clientes também.

Pensamento Verde: Seu salão é muito preocupado com o meio ambiente e implementa ações em prol da beleza sustentável, tanto que faz parte do Programa Beleza Verde. Como vocês inspiram sua equipe a ser mais sustentável e cuidar do meio ambiente, tanto na rotina do salão quanto fora dele?

Douglas: A empresa faz treinamentos com os funcionários e buscamos mostrar a importância e os impactos que causamos. Desta maneira as pessoas levam o conceito para casa. Temos coletores no salão e no refeitório.

Pensamento Verde: Sobre o setor de beleza, como veem a preocupação do setor com o meio ambiente?

Douglas: Acredito que a mudança é algo que veio para ficar, não adianta cuidar da beleza e não cuidar do meio ambiente. Cada vez mais os produtos cosméticos serão naturais, já que o que você passa na pele e no cabelo, o seu corpo absorve. Então se ele absorve, precisa ser saudável e sustentável igual ao que você come. A alimentação saudável e beleza sustentável estão interligados.

Pensamento Verde: Na sua opinião, o que precisamos fazer/mudar para alcançar uma beleza plenamente sustentável?

Douglas: Acredito que o primeiro passo é todos se conscientizarem, e os clientes estão abertos às inovações, observam e acham interessante essas iniciativas. Os profissionais da área devem trazer para seus clientes esse conceito. É necessário explicar o porquê os produtos mais naturais e sustentáveis são melhores.

Pensamento Verde: Que conselho vocês dariam aos nossos leitores para continuar em casa suas rotinas de beleza sem deixar a sustentabilidade de lado?

Chi Yen: O passo mais difícil é a iniciativa se tornar um hábito. A forma de pensar precisa ser mais consciente e atitudes como poluir menos e causar menos impacto ambiental estar inserido na rotina de cada pessoa. Para que isso aconteça, todos precisam entender, saber perguntar e responder o porquê isso é importante para mim e para o mundo.

Douglas: A educação e a sustentabilidade precisam ser vistas como uma evolução. Precisa começar a fazer isso com as coisas que são produzidas e ensinar as pessoas a terem consciência que isso está fazendo muito mal ao mundo, e automaticamente, as pessoas vão começar a perceber o que está acontecendo a seu redor.

Chi Yen: O que dificulta, por exemplo, as que reciclam o lixo de suas casas, é a praticidade. Afinal, tem coleta seletiva onde ela mora? Se não tiver, qual a estação de reciclagem mais próxima? Acredito que a praticidade facilita.

Sobre O Salão

O Salão fica na Avenida Imperatriz Leopoldina, 1248 – São Paulo. Você pode dar uma olhada nas redes sociais:

Instagram: @osalaovilaleopoldina
Facebook: O Salão Vila Leopoldina