Casa é construída com tijolos feitos com lixo industrial

704 views
StoneCycling Os resíduos encontrados no lixo industrial são a matéria-prima que substitui a argila.

Um dos maiores sonhos de todo casal é comprar uma casa para morar junto e começar uma família. Até porque o preço do metro quadrado valoriza a cada dia que passa, dificultando ainda mais a busca por um bom imóvel em qualquer lugar que se procure.

Para Ferry In‘t Veld e Nina Aalbers, um jovem casal de arquitetos, moradores da cidade de Roterdã, na Holanda, encontrar a solução para o impasse foi um tanto quanto simples e tem tudo para chamar a atenção de muita gente num futuro bem próximo.

Com base no experimento de um laboratório na província de Limburg, o casal está construindo seu primeiro imóvel juntos. O mais interessante no projeto é que a nova casa está sendo erguida com tijolos fabricados a partir de resíduos industriais. Trata-se de uma nova tecnologia criada pela StoneCycling, uma empresa holandesa que financia novas ideias, que se aproveita de vários tipos de materiais industriais para a fabricação de “tijolos reciclados”.

Através da coleta de resíduos descartados nas indústrias de cerâmica, vidro e isolamento, em um raio de 100 km, a StoneCycling reúne todos os ingredientes necessários para a produção dos novos materiais. Diferentemente dos tijolos tradicionais, o modelo fabricado pelos holandeses não utiliza a argila como matéria-prima, substituindo-a, justamente, pelos resíduos encontrados no lixo industrial.

Tijolo é tão bom quanto os comuns

Quem garante o sucesso da fórmula é Tom Van Soest, representante da StoneCycling, que também explica que a adição de outras substâncias na receita pode resultar na alteração estética (cor e formato), além da escala de produção do material. “Em geral, [os arquitetos] amam os produtos, porque abre toda uma nova gama de possibilidades em termos de cores e texturas”, contou Ward Massa, cofundador da empresa, ao site da FastCompany.

Em relação à qualidade dos tijolos, a StoneCycling enfatiza que o novo material não deixa a desejar em nenhum aspecto, em comparação aos produtos comuns, e se destaca, principalmente, pela economia que gera aos seus consumidores – já que se aproveita da reutilização de outros materiais. Vale destacar, inclusive, os rigorosos testes de padrão de qualidade feitos pelos holandeses antes que os produtos se tornem comercializáveis.

Ward Massa conta também que se surpreendeu com a aposta feita por Ferry e Nina, que estão sendo os primeiros a experimentar o produto na construção de sua casa de quatro andares.

Apesar do pouco tempo de lançamento, a StoneCycling confirmou que seus materiais já estão incluídos em projetos de edifícios, escritórios, hotéis e casas, que começam agora em 2017. A ideia é também fazer o aproveitamento de prédios e casas destruídos para fabricar mais tijolos e reconstruir os imóveis.