Programa de logística reversa da Embraco recicla 10 mil toneladas de materiais

Empresa tem aumentado consideravelmente seus números em reciclagem de materiais com sua unidade de negócios

14 de maio de 2017
publicado por
Redação

© Depositphotos.com / heiko119 Reciclagem feita pela empresa aumentou 30% desde que o programa foi implementado.

Cerca de quatro mil automóveis poderiam ser fabricados com a quantidade de materiais reciclados pela Embraco entre 2015 e 2016. No total, são 9.518 toneladas de materiais (aço, alumínio, ferro etc.) processados no período pela empresa, por meio de sua unidade de negócios, a Nat. Genius, o que tem movimentado e vem chamando atenção do setor de economia circular no país.

Os números impressionantes são comemorados pela Nat. Genius, responsável pela logística reversa de eletroeletrônicos e componentes, e tem impactado positivamente para o aumento da reciclagem de materiais no país. Para se ter uma ideia, desde que começou suas atividades, há dois anos, a empresa já aumentou seus números na reciclagem de aço e plástico em 30% e 39%, respectivamente.

Tais feitos conquistados pela multinacional do setor de compressores herméticos fez com que a Embraco se tornasse base para desenvolvimento do estudo “Uma Economia Circula No Brasil: Uma Abordagem Exploratória Inicial”, redigido pela Fundação Ellen MacArthur, uma entidade global que trabalha estrategicamente com diversas empresas líderes de importantes setores econômicos para demonstrar o impacto da economia circular em grande escala.

Em release oficial, o gerente da unidade de negócios da Embraco, Luiz Ricardo Berezowski, diz: “O Nat.Genius é uma operação considerada referência mundial em economia circular. Ela busca encontrar soluções viáveis e eficientes voltadas à logística reversa, à reciclagem e ao desenvolvimento de produtos com base em conceitos da economia circular.”

Berezowski diz ainda que a Embraco busca operar e suportar seus clientes e fornecedores a viver a Economia Circular: um conceito multidisciplinar, amplo e agregador, que precisa ser adaptado às características de cada país, região e cidade. “Por isso tal estudo é tão importante para a construção coletiva da Economia Circular, em conformidade com a realidade do nosso país”, explica o gerente.

Segundo a empresa, atualmente as operações da Nat. Genius são capazes de recolher e processar um total de dois milhões de eletroeletrônicos e seus componentes por ano. “Esta é a base sobre a qual a Embraco pretende criar condições para que o negócio seja expandindo rapidamente”, finaliza o executivo.