Entenda o conceito de Ecologia Industrial

Esse conceito é extremamente importante para minimizar os danos e prejuízos causados pelo sistema industrial ao meio ambiente

30 de agosto de 2017
publicado por
Redação

istock.com / Petmal A ecologia Industrial tem como principal objetivo criar soluções sustentáveis para serem implementadas dentro do sistema industrial.

Vista como uma alternativa para alcançar o desenvolvimento sustentável e preservar o ecossistema, a Ecologia Industrial foi desenvolvida com o intuito de criar uma nova abordagem entre a indústria e o meio ambiente, buscando minimizar os impactos negativos que as atividades industriais vêm causando ao longo dos anos no planeta.

A Ecologia Industrial, portanto, está fundamentada em buscar alternativas e soluções mais sustentáveis para serem colocadas em prática dentro do sistema industrial. O objetivo é reduzir os impactos ambientais, que vão desde a extração de recursos até o transporte desses produtos. Aqui no Brasil esse conceito ainda é novo, mas nos Estados Unidos, Japão e alguns países da Europa, a Ecologia Industrial já é bastante aplicada dentro das empresas.

Qual o conceito de Ecologia Industrial?

Pode-se definir Ecologia Industrial como um processo extremamente minucioso e extenso, que possui uma visão diferenciada e integrada de todos os componentes do sistema industrial e suas relações com o ecossistema. A estratégia tem como objetivo implementar o processo dentro do sistema industrial, sendo caracterizada por quatro elementos principais:

  • Aperfeiçoamento do uso de recursos;
  • Conclusão dos ciclos de materiais e diminuição das emissões;
  • Desmaterialização das atividades;
  • Diminuição e eliminação da dependência de fontes não-renováveis de energia.
  • Maior eficiência energética e hídrica;
  • Diminuição da poluição;
  • Uso mais eficiente dos recursos e matéria-prima;
  • Diminuição do desperdício;
  • Reutilização e reciclagem dos resíduos;
  • Redução dos custos operacionais.

Principais Vantagens da Ecologia Industrial

  • Maior eficiência energética e hídrica;
  • Diminuição da poluição;
  • Uso mais eficiente dos recursos e matéria-prima;
  • Diminuição do desperdício;
  • Reutilização e reciclagem dos resíduos;
  • Redução dos custos operacionais.