Associação quer incentivar supermercados de SC a investirem em energia solar

Projeto pode reduzir em até 95% despesas de energia para os supermercados do setor

16 de março de 2017
publicado por
Redação

miklav Um projeto piloto será testado ainda em 2017.

De acordo com a Associação Catarinense de Supermercados (Acats), a energia elétrica é responsável pelo segundo maior custo para os supermercados do estado, atrás somente da folha de pagamento dos funcionários. Ao mesmo tempo, a associação entende que nenhum outro setor conta com tantos telhados disponíveis quanto este segmento.

Encontrando em sua cartela de 900 associados uma grande oportunidade para aproveitar essas centenas de metros disponíveis nos telhados de cada imóvel, a Acats formalizou uma parceria com a empresa Engie Solar para estimular o uso de energia solar. Segundo o diretor executivo da Acats, Antonio Carlos Poletini, o projeto faz parte do programa de Eficiência Energética, criado pela associação em 2015.

Após a confirmação da parceria, a próxima etapa será a montagem de um projeto piloto em algum mercado de porte médio, com o objetivo de testar e comprovar a viabilidade do projeto principal. Na sequência, a ideia é de que os outros supermercados associados recebam a estrutura ainda em 2017, com direito a apresentação ainda nestes primeiros meses do ano.

Rodrigo Kimura, diretor de operações da Engie Solar, explica que um dos principais objetivos da parceria entre associação e a empresa é realizar a aquisição e instalação dos painéis de forma coletiva. “A compra em maior escala possibilita uma redução significativa no custo dos projetos, tornando a solução solar fotovoltaica bastante atrativa”, explica em nota.

Kimura ainda cita as vantagens dos sistemas de geração solar, que podem superar o tempo de vida útil em 25 anos dos modelos convencionais, além de reduzir em até 95% as despesas de energia.

Vale destacar ainda que, a parceria prevê a oferta de soluções de crédito aos supermercadistas que optarem pela instalação dos painéis fotovoltaicos.