Home > Reciclagem > Qual a diferença entre lixo orgânico e inorgânico?

Qual a diferença entre lixo orgânico e inorgânico?

20 de maio de 2013
publicado por
Redação

O lixo orgânico é o lixo que pode ser transformado em composto orgânico, ou seja, virando adubo através de um processo de compostagem, podendo ser usado em hortas e jardins devido ao seu alto índice de nutrientes.

Fazem parte do lixo orgânico todos os resíduos que têm origem animal ou vegetal: restos de alimento, folhas, sementes, restos de carne, ossos, entre outros, que sofrem um processo de decomposição natural, sumindo da natureza em pouco tempo. Porém, uma grande quantidade desse lixo abandonado pode provocar o desenvolvimento de microrganismos que, muitas vezes, são agentes de doenças, além de exalar um odor muito forte.

Além de adubo, o lixo orgânico pode ser utilizado para produção de certos combustíveis a partir da biogasificação e em usinas termoelétricas para produção de energia com base no gás que emite.

Também faz parte do lixo orgânico as fezes e urina do ser humano. O “lixo humano” pode ser altamente perigoso por abrigar uma grande variedade de vermes, bactérias, fungos e vírus. Mas graças à higiene e ao saneamento básico, os casos de transmissão de doenças por conta deste tipo de resíduo têm diminuído.

A diferença entre lixo orgânico e inorgânico é basicamente a origem dos materiais descartados. O material que compõem o lixo inorgânico não possui origem biológica, ele é produzido por meios não-naturais, ou seja, produzidos pelo homem, como o plástico, alumínio, vidro e outros materiais.

O grande problema desse tipo de resíduo é seu longo tempo de decomposição na natureza. Por serem produtos industrializados, suas moléculas foram produzidas com uma grande quantidade de átomos que forma uma matéria complexa e resistente, o que torna difícil a sua digestão por agentes decompositores.

Dessa forma, é importantíssimo que a população interfira também no processo de reciclagem do lixo inorgânico. A maioria desses materiais pode ser reciclada através de diferentes processos que são realizados pelas usinas de reciclagem. Essas usinas recebem material coletado e organizado por postos de coletas de diversos materiais como latinhas de alumínio, garrafas PET, óleo de cozinha, sacolas plásticas, vidro, papelão, isopor e metais diversos.

Devido à diferença dos processos de reciclagem, existe a necessidade de separar o lixo orgânico, do inorgânico. Cada material do lixo inorgânico deve ser separado, armazenado limpo, seco e não sofrer contaminação do lixo orgânico. Já o lixo orgânico pode ser coletado sem a necessidade de separação de seus resíduos. Procure fazer o uso correto das lixeiras de coleta seletiva e ajude no processo de reciclagem.

Comentários

  1. Daniel disse:

    MUY BUENO

Matérias Relacionadas